Contato

Política

EMATER/Alegrete entrega relatório das ações

A Prefeita Cleni Paz da Silva e o Vice-Prefeito Márcio Fonseca do Amaral, receberam na manhã desta sexta-feira, 22, no gabinete da Prefeita, no Centro Administrativo Municipal, a visita do Chefe de Escritório da EMATER em Alegrete, Clóvis Duarte.
Na oportunidade, o gestor, acompanhado por Guilherme Souza, Josiele Carneiro e Nitiele Rigola da Silva, ambos funcionários da EMATER, entregaram  o Relatório Anual do Trabalho da EMATER no município.
Segundo Clóvis, no relatório estão todas as atividades realizadas durante o ano de 2017 no município, compreendendo as famílias atendidas e os serviços prestados.
A Prefeita agradeceu a visita, parabenizou a equipe pelo trabalho e, colocou o poder público à disposição, para dentro das possibilidades auxiliar no trabalho.
Fonte: Prefeitura Municipal
Continue lendo
Publicidade
Comentários

Política

Nascidos em dezembro recebem auxílio emergencial nesta quinta-feira

Trabalhadores informais nascidos em dezembro recebem nesta quinta-feira (29) a primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

Também nesta quinta-feira, beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Inscrição Social) de dígito final 9 poderão sacar o benefício. O pagamento também será feito a inscritos no CadÚnico (Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal) nascidos no mesmo mês.

O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

O saque da primeira parcela foi antecipado em 15 dias. O calendário de retiradas, que iria de 4 de maio a 4 de junho, passou para 30 de abril a 17 de maio.

Continue lendo

Política

Afonso Motta cumpre agenda virtual com a Santa Casa

O deputado federal Af9nso Motta, em sua página do facebook, relatou que sua agenda nesta semana, constiu de uma teunião virtual com a diretoria da Santa Casa de Caridade, hospital de Alegrete.

Teve a participação do provedor Roberto Segabinazzi; do diretor de Imagem, Carlos Melo; do diretor geral, Dr.João Alberto Almeida; da diretora Operacional, Tailise Lemos; do assessor José Luiz Costenaro; e dos assessores Rudinei Pinto, Devonise de Almeida e Clovis Bernardes. “Nos comprometemos com mais uma emenda de Bancada no valor de R$ 400 mil. Também debatemos vários encaminhamentos de interesse da Instituição”, postou Afonso.

A segunda reunião virtual foi com  a nova diretoria da União das Associações de Bairro de Alegrete (UABA).  Teve a presença do presidente
Marcolino Aírton Alende; da vice-presidente Tania Nunes.

Continue lendo

Política

Leite põe o RS em bandeira vermelha nesta quarta-feira

Admitido pelo próprio governador Eduardo Leite, o modelo de Distanciamento Controlado, que norteou as decisões da pandemia no Estado até aqui, vive seus últimos momentos, ao menos no seu estilo atual. No final da noite desta terça-feira, o Executivo publicou um novo decreto que coloca todo o território gaúcho em bandeira vermelha – risco alto para a Covid-19 -, suspende a cogestão e permite a realização das aulas presenciais para todos os níveis. Anteriormente, o RS ficou nove semanas seguidas na classifica mais alta de contágio. 

De acordo com Leite, em declaração mais cedo, o novo decreto é o último ajuste que ele determinou no Modelo de Distanciamento Controlado que existe nos termos atuais. “Depois de ter cumprido seu papel, vamos substituir esse modelo por outro mais aprimorado e adequado, depois de todo aprendizado que vivemos”.

Além das determinações das aulas, o governo do RS decidiu por extinguir a salvaguarda da bandeira preta regional, acionada quando a relação entre leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) livres e ocupados por pacientes de Covid-19 baixa de 0,35. Contudo, a da bandeira vermelha fica mantida. Assim, quando uma região apresentar bandeira vermelha ou preta no índice de hospitalizações para cada 100 mil habitantes da região, e o número de leitos livres/leitos Covid da macrorregião estiver menor ou igual a 0,8, a trava é acionada e a região será classificada em bandeira vermelha mesmo que a sua média for mais baixa.

 

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular