Contato

Polícia

Deputado sugere estrutura da Copa para enfrentar o vírus chinês

Utilizar os Centros Integrados de Comando e Controle (CICC) criados para a Copa do Mundo de 2014 e unificar os telefones de emergências do RS em um único número são projetos protocolados esta semana pelo deputado Tenente-Coronel Zucco. O parlamentar quer agilizar o atendimento das urgências e utilizar a estrutura do CICC para todo tipo de crise, inclusive sanitária, como ocorre atualmente com a pandemia da Covid-19.
O deputado Zucco lembra que a implantação dos centros integrados foi resultado de um grande investimento do Estado e da União que depois da Copa estão subaproveitados. “Sabemos que o Estado vem aprimorando a integração do sistema. O que pretendemos é que o RS seja o primeiro Estado a otimizar essa estrutura já que o Brasil perdeu a oportunidade de fazer isso na Copa do Mundo”, observou.


Zucco enfatiza que outros países aproveitaram as crises – principalmente a partir dos ataques de 11 de setembro de 2001 – para aperfeiçoar a segurança. ”Pelo nosso projeto as câmeras empregadas no monitoramento eletrônico em todo o Estado pelo sistema SIM, por exemplo, serão empregadas para todas as emergências ou crises”, acrescentou.
Já a unificação do número de emergência representa agilidade e maior rapidez no atendimento em caso de grandes acidentes e catástrofes, como o incêndio da Boate Kiss em Santa Maria em 2013 que causou a morte de 242 frequentadores. Muitas pessoas que souberam do incêndio ligaram para o número 190, da Brigada Militar, ao invés de acessar diretamente os bombeiros, o que teria diminuído o tempo de resposta. “A unificação do número de emergência é uma tendência mundial, adotada nos Estados Unidos e também na União Europeia, resultando em maior rapidez e o salvamento de mais vidas”, explica Zucco.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Polícia

Número de casos desta quinta-feira no RS é de 4.923 infectados

O Rio Grande do Sul registrou 4.923 novos casos de Covid-19 e mais 91 mortes provocadas pela doença, de acordo com balanço divulgado na tarde desta quinta-feira (14) pela Secretaria Estadual da Saúde.

Com essas novas ocorrências, o total de casos confirmados de coronavírus no Estado subiu para 495.585. Já o número de óbitos aumentou para 9.790.

Entre as pessoas infectadas pela Covid-19 no RS, 468.848 (95% dos casos) já se recuperaram da doença, que atinge todos os municípios gaúchos.

Os dados atualizados da pandemia no Estado podem ser acessados aqui.

Continue lendo

Manchete

Trabalho eficiente e integrado da Policia resulta na prisão dos autores do homicídio de Osório Fernandes Neto

A Polícia Civil realizou na cidade de Alegrete a prisão dos autores do homicídio de Osório Fernandes Neto, ocorrido no último sábado.
A prisão preventiva se deu após pedido do delegado de Polícia.
O delegado e a equipe de investigação realizaram a prisão na manhã dessa terça-feira.
Declaração do delegado: “A Policia Civil desde o cometimento do crime trabalhou incansavelmente na resolução do crime, e após haver elementos de prova suficientes, realizou o pedido de prisão, o qual somente foi possível ser cumprido, devido a eficiência dos servidores do Ministério Público e do Poder Judiciário, os quais, assim como os policias, trabalharam no período noturno na análise do pedido e das provas apresentadas.”
O caso demonstra o comprometimento de todas as instituições em buscar oferecer respostas adequadas aos crimes que atingem a cidade a Cidade de Alegrete.
Créditos: Policia Civil
Continue lendo

Polícia

Alegrete. PRF retém o mesmo caminhão duas vezes em 24h

 

_O veículo, que não possuía a documentação necessária, foi retido por uma equipe até a regularização, contudo outra equipe flagrou o mesmo veículo no dia seguinte, retendo-o e autuando-o novamente._

Na manhã deste sábado (09), a Polícia Rodoviária Federal abordou um caminhoneiro violando retenção administrativa, por falta de Autorização Especial de Trânsito (AET), imposta pela própria PRF no dia anterior. Fato ocorrido na BR 290 em Alegrete.

Em patrulhamento de rotina, policiais rodoviários federais abordaram uma carreta de grandes dimensões que constava nos sistemas estar retida para regularização de documentação.

O veículo era uma carreta de caminhão trator azul, com placas do Paraná. Ao flagrarem a irregularidade, a carreta foi mais uma vez retida e todas as autuações novamente realizadas.

O condutor, um homem de 40 anos natural do Paraná foi liberado, mas responderá administrativamente pelas irregularidades junto com a empresa transportadora.

O veículo está retido até a apresentação da AET. Caso haja nova violação, todas as infrações serão novamente autuadas.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular