Contato

Polícia

Avó denuncia médico por negligência e levará o caso ao MP

Depois de comunicar o caso ao Secretário de Saúde a aposentada disse ter sido ofendida dentro do Hospital
Um caso cabeludo foi denunciado na DPPA. Uma senhora, avó de um garoto de 10 anos, disse que o menino foi internado na Santa Casa de Caridade, para se operar de uma apendicite e acabou passando por problemas, segundo ela, bem mais graves. Foi uma novela. Um drama que viveu esta avó, segundo o relato que fez na Polícia.
A cirurgia parecia ter ido bem, mas cerca de oito horas após, o garoto passou a ter sangramento intenso pelo ânus. A enfermeira ligou para o médido, que havia feito a cirurgia, mas o mesmo não foi localizado, tendo aparecido apenas na manhã seguinte no hospital.
A cirurgia acontecida numa tarde, e a sequência teria sido a seguinte. Deu o problema. O médico apareceu na manhã seguinte. Depois a meia noite e no dia seguinte às 16hs.
Diante da situação e sem informação precisa do que estaria acontecendo a avó então acionou o Secretário de Saúde do Município e relatou o fato. Mais do isto, a senhora então disse que levaria o caso ao conhecimento do Ministério Público.
Depois disto iniciou a segunda fase do drama da família. Ela disse que o cirurgião chegou irritado e num tom agressivo queria saber quem é que faria queixa no Ministério Público, no que a aposentado se apresentou e disse que era ela e que então o mesmo passou a berrar, no corredor, lhe causando constrangimento, porque as pessoas saíam de dentro dos quartos para ver a cena.
A avó da criança disse que o médico gritou: “eu soube que a senhora vai ao Ministério Público”, teria esbravejado, no que ela respondeu; “sim, por falta de ética médica”. Ouviu do mesmo que “eu tinha outras coisas para fazer”. Ainda aos berros teria gritado para os funcionários; “tirem esta velha daqui”. Neste momento havia muitas pessoas assistindo a cena, segundo relato da avó.
Ela ainda disse que o médico se negou a fazer novos exames para saber exatamente o motivo do sangramento do ânus do garoto, uma vez que a cirurgia da apendicite. Ela disse que tem testemunhas que estavam no local e que ali também existem câmeras de vigilância que podem ser usadas para reforçar o seu relato.
O médico foi ouvido pelo EQ na noite de ontem e disse que a avó é que criou toda a confusão e que as informações foram passadas aos pais da criança, que todo tempo estiveram lá e estão acompanhando o filho. “Houve um quadro infeccioso e ele está sendo tratado desde o início”. A avó  é quem teria tumultuado o ambiente hospitalar, segundo o médico. “Ela queria saber se ele estava bem e normal. Eu respondi que quem está bem não está no hospital”, rebateu. O médico disse que vai analisar a situação para se pronunciar, mas que estuda registrar um B.O contra ela, tendo os pais da criança como testemunha, “já que ficaram fazendo o correto, acompanhando e dando apoio ao filho”.
Continue lendo
Publicidade
Comentários

Polícia

Policia Civil prende mulher com longa ficha criminal

A Polícia Civil, através dos Policiais do Setor de Investigações da 1ª Delegacia de Polícia de Alegrete, sob a coordenação do Delegado de Polícia Maurício Arruda, na tarde de ontem 22/06/2021, prenderam no bairro Pedreiras, uma mulher de 49 anos de idade que estava traficando entorpecentes em sua casa. Foi apreendido crack, dinheiro e aparelhos celulares. Tal mulher, já possuía passagem pelo delito de tráfico ilícito de drogas, além de furto, furto descuido, furto arrombamento, lesão corporal, ameaça, vias de fato e furto qualificado.

Continue lendo

Polícia

Motorista perde controle do veiculo na Eurípedes

Segundo informações preliminares, motorista que transitava na Euripedes Brasil Milano, perde controle do veículo e fica preso entre dois postes da avenida .

A guarda municipal, atendeu o chamado, mas por haver lesões, passou o atendimento a Brigada Militar e Samu, ás vitimas foram encaminhadas a UPA.

imagens: GM

Continue lendo

Polícia

PRF prende homem contrabandeando 62 kg de agrotóxicos em Uruguaiana

O rapaz viajava com a família e pretendia revender o produto proibido em Nonoai

Na noite desta sexta-feira(18), a Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem transportando ilegalmente agrotóxicos de origem Uruguaia, na BR 290, município de Uruguaiana.

Em fiscalização de rotina, policiais rodoviários federais abordaram um homem, natural de Nonoai, que conduzia um Gol, com placas de Santa Catarina, acompanhado de sua esposa, de 27 anos e filha, de 09.

Durante os procedimentos, os policiais encontraram 62 kg de agrotóxicos procedentes do Uruguai, sem qualquer tipo de validação pelos órgãos sanitários brasileiros.

O abordado informou que havia comprado o material no país vizinho e que planejava revendê-lo na sua cidade.

Os 62 kg de agrotóxicos foram apreendidos e o homem, de 35 anos, foi preso por contrabando e conduzido à polícia Judiciária em Uruguaiana.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular