Contato

Mercado

Alegretense tem trabalho premiado atuando em multinacional no Triângulo Mineiro

O Alegretense Helgaro Jones Ribeiro Fagundes, técnico em segurança do trabalho da empresa Teckma Engenharia, comemora uma recente conquista: ele faz parte de uma equipe vitoriosa neste segmento. Em janeiro e fevereiro receberam a distinção de melhor equipe de segurança do trabalho, num empreendimento no Triângulo M8neiro, na região Sudoeste do Brasil.

 

Helgaro trabalha no projeto da LD Celulose, em Uberlândia, MG, que produzirá matéria prima para produção de tecido para exportação para Ásia.  A alta tecnologia é um dos pilares deste empreendimento e assegurar aos trabalhadores baixo risco é dos fundamentos.

Formado em 2009 pela escola SEG de Santiago, fez o seu estágio na empresa Sotrin, aqui em Alegrete, e logo em seguida foi trabalhar em São Borja, contratado pela empresa MSL Engenharia uma paranaense de Londrina.

Lá ele teve a experiência na construção de uma usina de biomassa de um grupo alemão. Segundo contou ao E.Q esta obra tinha como gestora empresa francesa Koblitz, a líder no setor de processamento de urânio no mundo. 

Já em 2010 trabalhou na empresa Conterra Terraplanagem, em Porto Alegre, que desenvolveu obras no prorama federal  “Minha Casa, Minha Vida, ficando até 2013 nesta obra.

Teve aibda experiências em empreiteiras de estradas, mas em 2013 “abri uma empresa de segurança do trabalho em São Borja com nome de SEST (Serviço Especializado em Segurança do Trabalho) e ajudei organizar mais duas empresas na mesma área CT PREVENÇÂO e ELITE, isso tudo até 2019”.

Com toda esta rodagem ele voltou a atuar em outra empresa multinacional: a LD celulose. Uma Austríaca, com participação da Duratex e nos últimos  três messes trabalha na Teckman Engenharia, onde lidera o setor premiado

Com a participação do Alegretense, a Teckman Engenharia foi premiada no mês de janeiro e fevereiro como a melhor equipe em segurança do trabalho, no empreendimento.

Abaixo o Video institucional da Empresa Teckman:

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Mercado

Vagas de emprego Sine Alegrete

  • Acompanhante de idoso para morar
  • Peão de pecuária com experiência
  • 27 motoristas carteira D para os pólos
  • Ferreiro, pedreiro e carpinteiro com experiência na carteira
  • 27 monitoras com ensino médio residentes no interior
  • Cozinheira pra campanha
  • Secretaria PCD
  • Auxiliar de expedição PCD

 

Nosso atendimento é somente por agendamento pelos telefones 

Fone/FAX: (55) 3421-1630 / 3421-1725 / 984231253
Horários de atendimento: 8h às 14h

Continue lendo

Mercado

Serviços crescem pela nona vez seguida

O volume de serviços prestados no Brasil avançou 3,7% em fevereiro, na comparação com janeiro, conforme divulgou nesta quinta-feira (15) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cravando a 9ª alta seguida. Com o resultado, o setor superou pela primeira vez o nível em que se encontrava antes do início da pandemia de Covid-19, ficando 0,9% acima do patamar de fevereiro de 2020.

“Em nove meses consecutivos de taxas positivas, o setor acumula crescimento de 24%, se recuperando assim da perda de 18,6% registrada nos meses de março e maio de 2020”, informou o IBGE.

Já na comparação com fevereiro de 2020, houve queda de 2%, a décima segunda taxa negativa seguida. O resultado veio melhor do que o esperado. A expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 1,5% ante janeiro e recuo de 3,5% na base de comparação anual.

EM 12 MESES

No acumulado do ano, frente a igual período do ano passado, a queda é de 3,5%. Em 12 meses, o setor ainda registra perda de 8,6% – resultado negativo mais intenso da série histórica da pesquisa, iniciada em dezembro de 2012, evidenciando a recuperação lenta dos serviços no País.

Este é o 14º mês seguido de recuo nesta base de comparação. Mesmo tendo superado o nível pré-pandemia, o setor segue 10,8% abaixo do ponto mais alto da série da pesquisa, atingido em novembro de 2014.

LOGÍSTICA

O avanço em fevereiro foi acompanhado por todas as 5 atividades pesquisadas, com destaque para a atividade de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (4,4%), que acumulou ganho de 8,7% no ano e agora supera em 2,8% o patamar de fevereiro do ano passado.

“Esse aumento está relacionado ao e-commerce. Com a pandemia, as empresas precisaram investir em delivery e isso fez com que as empresas que trabalham com transporte de carga aumentassem sua receita desde junho do ano passado”, destacou o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

FAMÍLIAS

Os serviços profissionais, administrativos e complementares (3,3%) e os serviços prestados às famílias (8,8%) também cresceram em fevereiro, mas ainda não recuperaram o patamar pré-pandemia. As duas atividades se encontram agora a uma distância de -2,0% e -23,7%, respetivamente.

Já os outros serviços (4,7%) e informação e comunicação (0,1%) agora se encontram 1,0% e 2,6% acima do nível de fevereiro de 2020.

FEDERACÃO

Regionalmente, 18 das 27 unidades da federação tiveram expansão no volume de serviços na passagem de janeiro para fevereiro. As altas mais relevantes foram observadas em São Paulo (4,3%), Minas Gerais (3,5%), Mato Grosso (14,8%) e Santa Catarina (3,9%). Já o Distrito Federal (-5,1%) teve a principal retração

Continue lendo

Mercado

Cesta básica teve leve queda no custo segundo PROCON

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, através do Procon, realizou mais uma Pesquisa de Preço da Cesta Básica, sendo referente ao mês de março de 2021.
Foram visitados 15 estabelecimentos, a pesquisa foi sobre 33 itens da cesta básica, levando em consideração o menor preço de cada produto, sem levar em consideração marca ou qualidade.

O maior preço da Cesta Básica encontrado em março foi de R$ 212,57 e o menor preço ficou em R$170,38 e o preço médio da cesta básica do mês de março ficou em R$196,21. Em comparação com o mês de fevereiro, houve uma pequena redução no maior preço e no preço médio em relação ao mês de março, pois os preços em fevereiro o maior preço era R$220,97 e menor preço R$168,12 e o preço médio da cesta básica ficou em R$ 194,93. A pesquisa de preço está no site do da Prefeitura Municipal, na página do Procon.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular