Contato

Corona Vírus

Pressão política de novos grupos atrapalha plano de imunização

ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (26) que a inclusão de determinados grupos por decisão de estados e municípios no programa de vacinação contra a covid-19 tem atrapalhado o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. “Se nós respeitássemos o Programa Nacional de Imunizações conforme pactuado na [reunião] tripartite [União, estados e municípios], ele seria melhor”.

“É até um apelo que eu faço. Nós sabemos que, no afã de contribuir com a vacinação, às vezes, se pressiona para botar um grupo prioritário ou outro. Todos têm razão em querer ter a vacinação o mais rápido possível, mas, às vezes, isso atrapalha o nosso PNI. Então, fazer com que o PNI tenha as decisões pactuadas na tripartite mantidas e com que, nos municípios, nos mais de cinco mil municípios do Brasil, ele seja cumprido é um desafio para todos nós”, afirmou, durante audiência pública da Comissão Temporária da Covid-19 no Senado.

Doses distribuídas e aplicadas

Queiroga criticou a polêmica entre doses distribuídas e as efetivamente aplicadas no país. Segundo o ministro, o vacinômetro do Ministério da Saúde aponta mais de 57 milhões de doses distribuídas e cerca de 37 milhões de doses aplicadas. Sobre a diferença de 20 milhões de doses, o ministro explicou que algumas são reservadas para segunda dose e estão guardadas. Disse ainda que outras não chegaram aos municípios, porque “há um retardo, um delay de cerca de 10 dias para que essas doses, uma vez entregues, sejam distribuídas para os municípios”. 

“O fato é que essa disparidade entre doses distribuídas e doses aplicadas tem gerado muita polêmica, muita polêmica em rede social, e tudo o que nós não precisamos neste momento é polêmica. Nós precisamos passar uma mensagem harmônica para a nossa sociedade”, ressaltou.

Óbitos

Sobre o Brasil já ter atingido este ano mais registro de óbitos pela covid-19 na comparação com todo o ano de 2020, o ministro da Saúde atribuiu ao fato da variante P1 do vírus, a de Manaus, ser mais contagiosa e também estar associada a uma maior letalidade. E defendeu a vacinação, aliada a outras medidas que considera fundamentais. “É claro que não é só a vacinação. Tenho, desde o primeiro dia em que assumi o cargo, reiterado a importância das chamadas medidas não farmacológicas, como o uso de máscaras e o distanciamento social”, disse.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Corona Vírus

Longas filas nesta manhã gelada para a vacinação de quem tem comorbidades

Muitas pessoas chegaram pela madrugada para garantir os primeiros lugares nas filas que dobram às esquinas próximas ao PAM. O entorno do PAM, nesta manhã gelada, lembra muito o que acontecia em frente à CEF, para o pagamento da ajuda federal no ano passado.

Desde às 8h estão sendo aplicadas vacinas para quem tem 33 anos com comorbidades. Nos postinhos também.

Nos dois sentidos às filas chegaram na rua Daltro Filho, que fica nos fundos do PAM, no mesmo quarteirão.

Já para a segunda dose da Coronavac/Butantan será aberta nesta sexta-feira, dia 14, a partir das 14h30, para pessoas agendadas até o dia 3 de maio.  As vacinas serão entregues por volta das 13h30 e à Secretaria vacinará às 14h30.

Serão 260 doses disponibilizadas em cada local para pessoas que estão com a segunda dose em atraso. Por isso, a imunização ocorre de forma escalonada por agendamento.

Importante: Não se esqueça de levar a carteira com registro da primeira dose e documento de identidade.

Continue lendo

Corona Vírus

Um óbito registrado nesta quinta feira

Nesta quinta-feira (13) foram registrados 31 casos positivos, 21 mulheres e 10 homens, com idades entre 01 ano e 78 anos. Também foram registrados 16 recuperados. Hoje foi registrado o óbito de um homem de 45 anos.
Há 10 pacientes na UTI Covid, sendo 08 confirmados.
No Hospital de Campanha há 14 pacientes, 08 confirmados. A UTI Covid possui 15 leitos, dessa forma há 05 leitos disponíveis.
No Hospital de Campanha há 16 leitos disponíveis. Na UTI não-covid há 08 leitos, os 08 estão ocupados.
Atualmente são 9.635 casos confirmados, com 9.254 recuperados, 165 ativos (150 estão ativos em isolamento domiciliar e 15 hospitalizados positivos de Alegrete) e 216 óbitos.
Foram realizados 30.330 testes, sendo 20.506 negativos, 9.635 positivos e 169 aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 719 pessoas.
Continue lendo

Corona Vírus

Dias mais estáveis. Um óbito nesta quarta-feira

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Nesta quarta-feira (12) foram registrados 29 casos positivos, 12 mulheres e 17 homens, com idades entre 17 e 68 anos. Também foram registrados 11 recuperados. Hoje foi registrado o óbito de uma mulher de 62 anos.

Há 09 pacientes na UTI Covid, sendo 06 confirmados. No Hospital de Campanha há 12 pacientes, 07 confirmados. A UTI Covid possui 15 leitos, dessa forma há 06 leitos disponíveis. No Hospital de Campanha há 18 leitos disponíveis. Na UTI não-covid há 08 leitos, os 08 estão ocupados.

Atualmente são 9.604 casos confirmados, com 9.238 recuperados, 151 ativos (141 estão ativos em isolamento domiciliar e 10 hospitalizados positivos de Alegrete) e 215 óbitos.

Foram realizados 30.174 testes, sendo 20.445 negativos, 9.604 positivos e 125 aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 621 pessoas.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular