Contato

Educação

Secretaria de Educação Esporte e Lazer empossa os diretores da rede municipal de educação

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer – SECEL, realizou a posse dos novos diretores e vice-diretores da rede municipal de educação. Ao todo são 34 novos diretores e 27 vice-diretores, que permanecerão por dois anos.

Angela Viero, secretária da SECEL, acredita que a Secretaria de Educação, ao longo da sua trajetória, assumiu sua responsabilidade pela construção da história, deixando marcas que justificam a existência e motivam novas buscas. “Quando os objetivos são compartilhados, os profissionais envolvidos se dispõem a contribuir para a concretização dos objetivos. Com isso, a administração realizou a posse dos diretores e vice-diretores das escolas da rede municipal de ensino, onde teve a oportunidade de salientar a importância da responsabilidade, dedicação, dinamismo, criatividade quanto ao trabalho a ser desenvolvido frente às escolas”, conclui.

As equipes terão um grande desafio onde deverão criar vínculos com a comunidade escolar, dar foco ao aprendizado, para que possam direcionar o trabalho de forma democrática, bem como foram realizadas as escolhas de cada diretor e vice-diretor, priorizando a formação, currículo e capacidade de gestão.

Abaixo, confira a relação das escolas com os novos diretores e vice-diretores:

EMEB FRANCISCO CARLOS
Diretora: Daniela Ferreira Antunes
Vice-Diretora: Rosicler da Cunha Cenci

EMEI GUTO PEREIRA
Diretora: Marione Jaques da Silva
Vice-Diretora: Silvana Cardona Peres

EMEB PRINCESA IZABEL
Diretora: Cenilse Reolon Anibale
Vice-diretora: Ana Paula Durrewald Cassol Brandli

EMEI MARIO QUINTANA
Diretora: Luciele Dorneles Krug da Silveira
Vice-Diretora: Terezinha Nunes Carneiro

EMEB VILAVERDE
Diretora: Ana Cláudia De Gregori Ramos
Vice-Diretora: Letícia Trindade Stadulni De Mendonça

EMEB LUIZA DE FREITAS VALLE ARANHA
Diretora: Sônia Mariza da Silva Dotto
Vice-Diretora: Marla Marion Farias Barreto de Oliveira

EMEB MARCELO FARACO
Diretora: Jane Maria Carvalho Perosa
Vice – diretora diurno: Ariane Gonçalves Machado
Vice- diretora noturno: Cátia Simone dos Santos Braga

EMEB EURÍPEDES BRASIL MILANO
Diretora: Marta Terezinha da Costa Silva
Vice-Diretora: Mariele Vieira de Araújo

EMEB HONÓRIO LEMES
Diretor: Carlos Augusto Goulart Dorneles
Vice-Diretora: Clariani Souza Rocha

EMEB LIONS CLUBE
Diretor: Daltro Fernandes Silva
Vice-diretor: Batista Gardineli Alvarenga Alves
Vice-diretora: Karim Glauce Rodrigues Marques

EMEB WALDEMAR BORGES
Diretora: Elenice Carvalho Alves
Vice-Diretora: Ângela Rossi
Vice-Diretor: Luiz Roberto Mafaldo D. Júnior

EMEB ALCY CHEUICHE
Diretora: Liana Arrussul Severo
Vice-Diretora: Elenir Silveira Marques

EMEB FERNANDO FERRARI
Diretora: Adriana Dotta Garcez Almirão
Vice-Diretora: Irene de Oliveira Rubim

EMEB COSTA LEITE
Diretor: Benhur Soares Leal

EMEB JOÃO CADORE
Diretora: Quelen Goulart de Oliveira Zacarias
Vice-diretora: Eliane Almeida dos Santos

EMEB MURILLO NUNES
Diretor: Sandro Guterres Barúa
Vice – diretora: Patricia de Souza Botelho

EMEB CONSTANTINO DE SOUZA NUNES
Diretor: Luiz Demilvão Irala Abreu

EMEB FRANCISCO MAFALDO
Diretor: Carlos Inar Quadros Dorneles

EMEB ALFREDO SOARES LEÃES
Diretora: Maria Zeli Ferreira Liscano Medeiros
Vice-diretora: Giane Luisa do Nascimento Silva

EMEB SILVESTRE GONÇALVES
Diretora: Cimara Rocha Severo

EMEI ARNALDO DA COSTA PAZ
Diretora: Talís da Silva Vargas
Vice-diretora: Graciele Ramos de Ramos

EMEI IBIRAPUITÃ
Diretora: Tatiana Uhlmann Praia
Vice-Diretora: Marisabel Peccin

EMEI MANOEL ESTIVALLET
Diretora: Catiane de Campos Panziera Sobrosa

EMEI GENTE MIÚDA
Diretora: Idelcina Noetzold da Silva
Vice-diretora: Elizete Borges Vargas

EMEI TENENTE SALUSTIANO PRATES
Diretora: Ivana Dalcin Bortolás
Vice-diretora: Eliza Araújo Machado

EMEI NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS
Diretora: Eliana Pedroso Marques

EMEI EUCLIDES LISBOA
Diretora: Cristiane dos Santos Alvarenga
Vice – diretora: Priscila Paim Martins

EMEI PALMIRA PALMA DE OLIVEIRA
Diretora: Jocelaine Dias de Freitas

EMEI DR. ROMÁRIO
Diretora: Milênica Rodrigues Dutra

EMEI ALDA CRESPO
Diretora: Tanise Bilher Rodrigues

EMEI MENINO DEUS
Diretora: Márcia Siqueira da Silva
Vice-diretora: Vandréia Almeida Rodrigues de Oliveira

EMEB JOÃO ANDRÉ FIGUEIRA
Diretora: Anna Luiza Gaiaralde Peres
Vice-diretor: Leandro Morais de Almeida

EMEB Saint Pastous
Diterora: Cristiane Rodrigues Pereira
Vice-diretora: Elisangela Lemes da Silva

ESCOLA PROFISSIONALIZANTE NEYTA RAMOS
Diretora: Ana Claudia Pires Flores Vaz

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Educação

Lista de espera do Prouni já estão abertas

Interessados em entrar na lista de espera de bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) devem acessar a página de inscrição, com seu número e senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) mais recente nesta segunda (1º) e terça-feira (2) e manifestar interesse em participar do processo. 

Diferentemente da segunda chamada, a espera não é automática. A inclusão na lista é exclusiva aos candidatos que participaram daquele processo seletivo do Prouni 2021 e não está aberta a novos inscritos.

O Prouni acontece sempre duas vezes por ano, para ingresso no primeiro e no segundo semestre. Quem não for chamado em lista de espera, cujo resultado será divulgado em 5 de março, tem que esperar até a edição seguinte para tentar novamente. Essa etapa comporta todas as vagas não preenchidas dentre as 162 mil oferecidas durante primeira e segunda chamadas desta edição do Prouni.

Comprovação

No caso de candidatos pré-selecionados em lista de espera, o período para comprovar as informações declaradas no ato da inscrição é de 8 a 12 de março. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Divulgação

Os cursos disponíveis na lista de espera variam em cada edição. Como os resultados da espera vão sendo divulgados aos poucos, conforme a disponibilidade de vagas, o interessado deve acessar o sistema todos os dias, até o encerramento do período, para ver se foi contemplado. O Ministério da Educação não envia mensagens informando sobre a aprovação. Caso pré-aprovado, o candidato também deve ficar atento ao prazo para a apresentar documentação exigida como comprovantes de renda, identificação pessoal, endereço e escolaridade.

Candidatos

Criado para permitir o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior, só podem pleitear uma bolsa candidatos que fizeram o Enem mais recente e obtiveram pelo menos 450 pontos na média das provas, sem ter zerado a redação. Também é necessário comprovar renda familiar bruta mensal de, no máximo, três salários mínimos por pessoa e não ter diploma de nível superior.

O candidato também precisa se encaixar em um dos pré-requisitos abaixo:

  • ter feito todo o ensino médio em escola pública ou em particular como bolsista integral;
  • ser professor da rede pública de ensino básico no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda;
  • Ser pessoa com deficiência.
Continue lendo

Educação

Séries iniciais podem ter aula mesmo na bandeira preta.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, retirou, nesta segunda-feira, as restrições de aulas presencias na bandeira preta – risco altíssimo para Covid-19 – para alunos da Educação Infantil, do primeiro ano e do segundo ano do Ensino Fundamental. Após reunião com o Gabinete de Crise da Covid-19 e os prefeitos, o Piratini optou por voltar atrás da suspensão geral das atividades nas salas de aula, anunciada na última sexta-feira. 

“Evidente que isso deverá ocorrer dentro dos protocolos e das regras estabelecidas. Com o limite de ocupação das salas de aula”. O chefe do Executivo defendeu a decisão alegando que a 1ª e 2ª séries do Ensino Fundamental são anos de alfabetização, com alunos do segundo ano tendo tido seus processos afetados pela pandemia em 2020. 

Segundo o governo do RS, para os demais níveis de ensino, as atividades presenciais seguem proibidas em regiões com bandeira preta. As atividades de ensino presencial não podem ser definidas pelo sistema de cogestão regional.

Estado não acatou nenhum dos recursos apresentados e manteve 11 regiões classificadas na bandeira preta e 10 na bandeira vermelha, os dois níveis mais altos de risco para o coronavírus. Uma nova reunião do governador com os prefeitos foi marcada para a próxima quinta-feira.

Continue lendo

Educação

Início do Ano Letivo será dia 18 de fevereiro

O ano letivo de 2021 começa no dia 18 de fevereiro, quinta-feira. Na primeira semana, as aulas ocorrerão na modalidade híbrida, nela os professores enviarão aos alunos uma avaliação diagnóstica.

Segundo a secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer Ângela Viero “a partir dessa pesquisa os docentes vão desenvolver seu planejamento com base nos conhecimentos adquiridos pelos alunos no ano anterior”.
A secretária afirmou que a intenção é retornar as aulas presenciais em 8 de março, juntamente com o início do calendário letivo do Estado. Contudo, anteriormente ao retorno será realizada consulta sobre o tema com os pais. “Se ocorrer o retorno presencial será realizado cumprindo todos os protocolos, respeitando as normas de saúde e em sistema de escalonamento. Estamos ponderando retomar as aulas presenciais primando por benefícios à saúde mental das crianças e no processo de aprendizagem, mas acima de tudo pensamos na saúde e bem-estar de toda a comunidade escolar”.

Para ampliar o acesso as tecnologias digitais a Secretaria está buscando desenvolver uma plataforma digital que será adotada em toda rede. Esta poderá ser acessada até mesmo sem acesso à internet, ela está sendo elaborada conforme a Base Nacional Comum Curricular e conterá conteúdos adequados à realidade local. A secretária de Educação destaca que: “um dos objetivos é ampliar o uso das tecnologias no processo de ensino-aprendizagem e facilitar o acesso às aulas”.
Em 2020, o ano letivo ocorreu de forma remota, através da entrega de materiais mensalmente pelos professores aos alunos. De modo que, alguns docentes optaram por ministrar aulas através de videoconferências.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular