Contato

Manchete

Estamos vivendo bolha de calor inédita e metereologistas disparam um alerta

🚨🚔 ATENÇÃO🚔🚨

Um episódio de calor histórico atinge o Brasil nesta semana com temperatura acima dos 40ºC no Sul, no Centro-Oeste e no Sudeste do país e que em alguns locais podem atingir ou se aproximar dos 45ºC.

Há possibilidade que sejam quebrados recordes absolutos de temperatura máxima em algumas cidades e que as marcas figurem entre as mais altas já registradas em décadas em algumas regiões.
O calor será muito intenso ainda no Sul de Goiás e no Triângulo Mineiro.

As máximas projetada pelo modelo norte-americano GFS chegam a 41ºC a 43ºC para o Sul goiano e a área mais ao Oeste do Triângulo.
As anomalias de temperatura que são mostradas pelos modelos numéricos são absolutamente incomuns, com desvios imensos.

O calor será muito intenso no Brasil Central durante quase toda a semana, com máximas acima de 40ºC, mas o pior é entre hoje e esta sexta-feira, quando as máximas serão ainda mais altas.

O modelo norte-americano GFS projeta máximas de 41ºC a 44ºC para o interior do estado de São Paulo, especialmente em áreas do Oeste e do Noroeste que estão perto de Goiás e o Mato Grosso do Sul.

Para parte do Mato Grosso do Sul, o GFS chega a indicar máximas de 43ºC a 45ºC na segunda metade da semana.
Calor em nível excepcional pode causar prejuízos à saúde e, em alguns casos, até levar à morte.

O risco de emergências relacionadas ao calor é especialmente alto para idosos, animais de estimação e pessoas com doenças crônicas, mas a exposição ao tempo excessivamente quente de forma prolongada pode aumentar a temperatura de qualquer pessoa, levando à desidratação, exaustão pelo calor ou até mesmo insolação, que pode levar à insuficiência cerebral, cardíaca ou renal, e danos aos tecidos.

Sob calor extremo, em caso de necessidade de passar um tempo prolongado ao ar livre, o o ideal é o amanhecer e com a recomendação de muitas pausas, buscando uma área sombreada quando começar a se sentir superaquecido.

Como regra geral, deve ser evitado o consumo de cafeína e álcool em excesso, ambos diuréticos que desidratam ainda mais o corpo, e deve se buscar a hidratação periódica com muitos líquidos como água e sucos naturais.

O mais importante é procurar atendimento médico se estiver apresentando sintomas relacionados ao calor. Se começar a sentir náuseas, vertigens, confusão mental ou fraqueza, vá para dentro de casa imediatamente e hidrate-se.

Busque um médico ou o serviço de emergência de saúde local imediatamente se os sintomas não desaparecerem depois que você voltar para dentro de casa ou se você tiver febre de 40°C ou mais depois de sair de casa.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Hoje é dia de conferir as atrações da Cia do Carro

 

Continue lendo

Canal Em Questão

Facebook censura a live Página 2

Acompanhe o vídeo abaixo…e saiba mais…

Continue lendo

Cidade

Campanhas pretendem ajudar população em vulnerabilidade

A Prefeitura de Alegrete, através das Secretarias de Promoção e Desenvolvimento Social e da Secretária de Saúde, em parceria com a Câmara de Vereadores e a UABA lançam as campanhas “Unidos contra a fome”, “Vacinação solidária” e “Campanha do Agasalho 2021”, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e agasalhos para as famílias em situação de vulnerabilidade social do município.

A “Vacinação Solidária” é uma campanha que estimula as pessoas que forem receber a vacina contra Covid-19 a doarem um quilo de alimento não perecível, os pontos de coleta estarão em todas as UBSs com salas de vacina. Já a “Campanha do Agasalho 2021” e a campanha “Unidos contra a fome” terão pontos de coleta por toda a cidade.

“Essas campanhas são muito importantes para darmos um suporte extra às famílias mais vulneráveis nesse momento difícil. A pandemia agravou a situação de muitas pessoas, mas através da solidariedade dos alegretenses podemos amenizar um pouco essa situação. A Campanha do Agasalho por exemplo é uma ação que dá certo há muitos anos e fundamental na nossa cidade devido ao nosso clima frio”, ressaltou Iara Caferatti Gonçalves Fagundes.

Continue lendo

Popular