Contato

Política

Deputado Estadual T.Cel Zucco comenta sobre Cemitério de Obras Publicas

Corrupção e impunidade estão na raiz do desperdício e consequente escassez de recursos para os investimentos em saúde, educação e segurança. A execução de obras públicas tem sido vetor importante no fenômeno que consagrou o Brasil como “imenso cemitério de obras”. Em 2019, o Tribunal de Contas da União fiscalizou mais de 30 mil construções públicas. Deste inventário, 30% foram consideradas paralisadas, com prejuízos de bilhões. Diante desta situação protocolei projeto que institui o Sistema de Controle de Obras Públicas do RS (SICODP-RS).
O objetivo da iniciativa é viabilizar a fiscalização de qualquer cidadão das obras públicas com a publicação de todos os detalhes técnicos e financeiros.

O projeto prevê que cada obra terá uma página na internet contendo cópia do edital de licitação, início/final e prazo da obra, órgão e fiscal responsável, valor total, pagamentos, cronograma de execução com atualizações, etapa a realizar, medições e fotos, entre outras informações.
Recentemente a Controladoria-Geral da União divulgou a Escala Brasil Transparente/Avaliação 360° que apontou, no caso do RS, deficiências de transparência por não disponibilizar informações suficientes. Nosso projeto pretende, ainda, estimular os gaúchos a acompanhar a aplicação do dinheiro arrecadado através dos impostos. Às vésperas da reforma tributária acredito que há espaço para aperfeiçoar instrumentos de controle para melhorar a aplicação dos recursos públicos.


No ano passado o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) inventariou 89 obras municipais e estaduais paralisadas que consumiram R$ 300 milhões. São recursos que faltam para o combate à pandemia, reforço na segurança pública e melhorias na educação. Transparência não é favor. É obrigação de todo gestor público.
O mandato eletivo exige legislar e fiscalizar. Por isso elaboramos o projeto. É inadmissível compactuar com desvios e malversação de dinheiro de todos nós. Escoadouro de bilhões a cada ano, a execução de obras públicas deve atender a função social de melhorar a qualidade de vida do cidadão. Por isso, todos devem ser exercer o dever da fiscalização. Mas para isso necessitamos de instrumentos tecnológicos que permitam acompanhar a execução de todas as etapas – do edital de licitação à inauguração.
Nosso projeto foi aprovado por todas as comissões técnicas da Assembleia Legislativa. Em breve será apreciado e votado no plenário. Acredito que os parlamentares a os gaúchos serão parceiros para estabelecer novos parâmetros de transparência no Rio Grande do Sul.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Política

Márcio tira Luciano Pereira e muda ficando como estava

O Prefeito Márcio Amaral tomou posse nesta tarde no Centro Cultural juntamente com seu vice Jesse Trindade. Conforme fora adiantado pelo jornal Em Questao, em sua edição on line, todo a estratégia de embromar a divulgação do que ele chamou de “time que está ganhando” teve apenas o objetivo de sacar o polêmico Secretário Luciano Pereira da Segurança e substituí-lo por Daniel Rosso.

Houve uma mexida interna onde Cáurio saiu do Planejamento e foi para as Finanças. Paulo Faraco para a Administração e o ex-titular da pasta Rui Alexandre substituiu Luciano Pereira, o único defenestrado por Márcio.

A nova composição é a seguinte: 

Secretário de Administração : Paulo Rodrigues Faraco
Secretária de Meio Ambiente : Gabriela Gonçalves Trindade Segabinazzi
Secretário de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania: Rui Alexandre Medeiros
Secretário de Finanças : José Luis Caurio de Souza
Secretária de Educação, Cultura, Esporte e Lazer : Angela Vieiro
Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turismo:  Caroline Freitas Figueiredo
Secretário de Infra Estrutura : Mario Roberto Rivelino
Secretário de Planejamento : Jesse Trindade Santos
Secretária de Saúde : Haracelli Fontoura
Secretária de Promoção e Desenvolvimento Social: Iara Caferatti Gonçalves Fagundes
Procurador Geral do Municipio:  Daniel Biachi Rosso .

 

Continue lendo

Política

Márcio dá margem para o azar e anúncio de Secretários fica pela metade

A intenção do Prefeito Márcio Amaral de ocupar sua página pessoal no facebook para anunciar parcialmente seu Secretariado, frustrou os internautas e até mesmo o primeiro escalão, porque a live caiu. A chegada de ventos fortes e chuva, derrubou a estratégia do Prefeito, que levou semanas para repetir praticamente o mesmo grupo. Depois de demorar semanas para fazer o anúncio de praticamente todos os mesmos Secretários, o Prefeito não conseguiu fazer sua estratégia funcionar.
Não há definição se Rui Medeiros vai continuar ou não na Administração, mas as razões não foram explicadas. No momento em que seria anunciada a permanência ou não de Luciano Pereira, na Segurança e Mobilidade a transmissão teve o primeiro tombo.
Quanto retornou, o Prefeito Márcio e o vice Jesse Trindade, estavam comentando sobre a atuação da Secretária do Desenvolvimento Econômico, Caroline Figueiredo e daí a live caiu e não voltou mais.
Do que havia sido anunciado até o momento é a repetição do mesmo time. Haracelli Fontoura na Saúde, Gabriela Segabinazzi no Meio Ambiente, Mário Rivelino, na Infra Estrutura, Angela Viero na Educação, e o ex Secretário do Planejamento José Luíz Cáurio foi para as Finanças.
O que ficou em branco ainda foi o Gabinete, Assistência Social e Agricultura. Segurança, pelo que foi possível entender, não está garantida a permanência de Luciano Pereira.

Continue lendo

Política

Solenidade fixa imagem de Cleni em Galeria de Honra

 

Em solenidade restrita, devido à pandemia, ocorreu na manhã desta segunda-feira o descerramento da fotografia da primeira mulher prefeita de Alegrete, Cleni Paz da Silva, na Galeria de Honra do Município, no Salão Azul do Centro Administrativo.

O ato, realizado a dez dias do segundo ano de seu falecimento , foi carregado de emoção ao ser lembrada a história de vida e a trajetória política da homenageada que tem seu nome inserido no rol daqueles que transformaram vidas e se somaram na construção da cidade.

As presenças no ato de familiares da ex-prefeita Cleni, do presidente da Câmara Municipal, Moisés Fontoura, de secretários municipais e assessoria do Gabinte do Prefeito.

Na leitura do currículo da homenageada, sacrifícios, superação e perseverança foram palavras que se encaixam na medida exata para traçar o perfil de mulher determinada, corajosa e obstinada nos seus objetivos de tornar Alegrete uma cidade acolhedora, de oportunidades e de incutir em cada um dos cidadãos o sentido de pertencimento.

Nos pronunciamentos, o presidente da Câmara Municipal, Moisés Fontoura, referiu-se ao legado deixado por Cleni na sua passagem na Câmara Municipal e o curto tempo na condução dos destinos do Município, em que sempre esteve à disposição de todos. ”Deixamos o nosso reconhecimento à ex-prefeita que, no lugar onde quer que se encontra, com certeza está olhando por todos nós”, completou.

Coube ao filho médico José Fábio Pereira, agradecer em nome da família. Iniciou afirmando que não gostaria que tivesse sido assim, o destino impôs, mas temos de aceitar e seguir, disse. Destacou o fato de sua mãe ter sido a primeira mulher prefeita de Alegrete, assim como vereadora, patroa de CTG, professora e advogada.

José Fábio relatou palavras de sua mãe no dia de sua morte. Foi dor, sofrimento, mas também momentos que se encheram de paz e ela nos deixou também num clima de paz. Uma grande mulher, correta sempre, e procurou fazer o bem, deixando a todos nós os melhores exemplos, concluiu emocionado.

O prefeito Márcio Amaral, que fez a entrega de uma placa alusiva para a família,disse em suas palavras que Cleni representou mais do que o 39º prefeito da cidade, mas a primeira mulher prefeita na história do Município. 

Continue lendo

Popular