Contato

Manchete

MDB passa instruções aos pré-candidatos em reunião on line

Na noite desta quarta-feira, 29/7, o Movimento Democrático Brasileiro-MDB de Alegrete realizou reunião virtual com os pré-candidatos à vereança, tendo por objetivo integrar, orientar e informar sobre o regramento e novos prazos das Eleições 2020.

De acordo com o presidente do partido, Airton Pacheco do Amaral, a preparação dos pré-candidatos está sob coordenação das professoras Iolanda Cunha (coordenadora regional do MDB) e Lígia Prates, ambas com longa e histórica experiência partidária.
Na abertura da reunião virtual, o presidente emedebista destacou a importância do encontro para a legenda partidária e para seus pré-candidatos. “Devido ao momento que estamos vivendo, é a forma de estarmos organizados, orientando e preparando nossos pré-candidatos para a campanha eleitoral que se aproxima”, comentou.
 O atual prefeito e pré-candidato à reeleição, Márcio Fonseca do Amaral, saudou e desejou sorte a todos que começam suas caminhadas rumo ao Legislativo alegretense. Enfatizou a importância de ter-se uma nominata forte, com representação de diversos segmentos da sociedade civil, voltados para a boa política e para o bem comum da população. “O MDB sempre se destacou em seu protagonismo político-partidário e sempre apresentou bons nomes ao Legislativo e ao Executivo e essa eleição, que se aproxima, não será diferente. Torço por todos pré-candidatos”, conclamou.
 Também participaram da reunião virtual, a presidente do MDB Mulher, Iara Caferatti; e a presidente da  JMDB, Vanessa Moraes.
A reunião foi organizada pelas integrantes da Executiva do partido, Pollyanna Peres e Gabriella Segabinazi, com apoio na parte jurídica do advogado Paulo Faraco.
A Executiva do MDB de Alegrete e integrantes do Diretório, têm participado, frequentemente, de encontros virtuais e de reuniões orientativas promovidas pelo Diretório Estadual, que tem sua sede na capital.
Continue lendo
Publicidade
Comentários

Manchete

Reunião trata de política de assistência aos apenados

 

O Ministério Público participou, nesta terça-feira, 27 de outubro, de audiência pública para discutir a implantação da metodologia APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados) em Alegrete. O evento, ocorrido no Salão do Júri do Foro local, serviu para debater o assunto e apresentar o modelo à comunidade.

O subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais do Ministério Público, Marcelo Lemos Dornelles, destacou que o MP trata a segurança pública como prioridade e a considera essencial para o bem-estar da sociedade. “É necessário olhar para o sistema prisional e buscar alternativas para diminuir os altos índices de reincidência”, disse.

O procurador de Justiça e coordenador do Núcleo de Apoio à Fiscalização dos Presídios do MPRS, Gilmar Bortolotto, salientou que as APACs não são a solução para os problemas do sistema prisional, mas um complemento para melhorá-lo. “É importante não sermos preconceituoso e olhar como as APACs funcionam. O mínimo que eu posso fazer é colocar a minha cara, porque eu acredito nisso. E, se não der certo, a gente terá ao menos tentado mudar algo”, argumentou.

A promotora de Justiça de Alegrete Daniela Fistarol observou que “as APACs têm uma metodologia que se diferencia do sistema prisional tradicional, mas que não deixa de ser uma forma de cumprimento de pena”.

Pelo MP, participaram do encontro, o procurador de Justiça Luciano Pretto e os promotores de Justiça de Alegrete Luiza Trindade Losekann e Rodrigo Alberto Wolf Piton. Estiveram presentes, ainda, o secretário estadual da Administração Penitenciária, Cesar Luis de Araújo Faccioli, o prefeito de Alegrete, Márcio Fonseca do Amaral, o juiz-corregedor do Tribunal de Justiça do Estado, Alexandre Pacheco, o defensor público corregedor, Antônio Augusto Korsack Filho, o presidente da Câmara de Vereadores de Alegrete, Moisés Fontoura, e o juiz da Vara Criminal de Alegrete, Rafael Echevarria Borba

Continue lendo

Manchete

Pedestre cai na rua dos Andradas

Uma senhora, caiu na rua dos Andradas, na noite deste sábado(24) e foi socorrida pelos Bombeiros.

Com queda, ela bateu a cabeça e teve ferimentos em outros locais do corpo. Não se tem a identificação da vítima e nem a causa da queda, se tropeçou ou teve mal súbito.

Ela foi encaminhada para a UPA.

Foto/vídeo: internauta/divulgação

Continue lendo

Manchete

PRF e Polícia Civil prendem procurado por estupro de vulnerável em Uruguaiana

O homem já possui antecedentes criminais por homicídio, porte ilegal de arma de uso restrito e outra por estupro.

Na noite desta sexta-feira (23), a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Civil prenderam um criminoso investigado por estupro de vulnerável e com um mandado de prisão preventiva. A ação aconteceu na BR 472 e o homem seguia num ônibus de Ijuí para Uruguaiana.

Com base na integração do trabalho investigativo da Polícia Civil e do serviço de inteligência da PRF, a prisão ocorreu em uma ação coordenada entre policiais civis de Ijuí e Uruguaiana e policiais rodoviários federais. Os agentes identificaram que o procurado estava se deslocando em direção à fronteira em um ônibus. Ao abordarem o veículo na cidade de Itaqui, ele foi identificado, retirado do ônibus e os passageiros puderam seguir viagem em segurança.

O homem de 36 anos é natural de Ijuí e possui uma extensa ficha criminal, com duas passagens por homicídio, além de estupro, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, lesões corporais, resistência, entre outras. Ele foi conduzido à Polícia Civil em Uruguaiana e ficou recolhido no sistema penitenciário à disposição da justiça.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular