Contato

Manchete

Alegretense foi quem avisou em Rosário sobre acidente com argentinos

 

Um acidente com passageiros argentinos, nesta madrugada, perto de Rosario do Sul, deixpu 17 passageiros feridos, sendo que o motorista em estado mais grave.

A causa foram bufalos na pista. Pelo menos cinco animais morreram. O alegretense Vilmar Freitas, o popular Cheiro, foi quem avisou a PRF em Rosário do Sul, porque viajava em direção à Porto Alegre.

“Parecia que não era real. Eram muitos animais na pista. Quando fui me aproximando comecei a passar por carcaças de animais já mortos. Também havia dois ônibus da Planalto além do ônibus dos argentinos”, disse ao EQ.

Ele ajudou a retirar açguns passageiros e a sinalização ainda era precária. Estava noite e o sinal dos celulares não pegavam.

Cheiro avisou o acidente no posto da PRF em Rosario do Sul e seguiu viagem.

O motorista ficou por mais tempo entre as ferragens do ônibus porque o veículo atolou num banhado e ele também ficou com barro até o pescoço. No meio da manhã uma retro escavadeira deu apoio para o resgate do homem.

Bombeiros de Alegrete, SAMU e PRF deram total apoio na operação porque a pista da Br ficou interrompida praticamente toda a manhã.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Manchete

Criminosos usam miguelitos para tentar furar pneus de viatura da PRF em São Borja

Na madrugada desta sexta-feira (25), na BR 287, em São Borja, a Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens que jogaram miguelitos para furar os pneus da viatura policial. Um deles era foragido da justiça.

Durante ação de enfrentamento ao crime, agentes da PRF deram ordem de parada ao condutor de uma Hilux. Ele não obedeceu e fugiu em alta velocidade com o veículo, entrando na cidade. Os policiais seguiram em sua direção e passaram a desviar dos miguelitos (ferros retorcidos) que eram jogados de dentro do carro em fuga para atingir os pneus da viatura policial.

Com o apoio da Brigada Militar, o veículo foi interceptado. Nele estavam o condutor, um homem de 42 anos, e o passageiro, de 40, que era procurado pela justiça por furto.

Ambos residem em São Borja e têm antecedentes por tráfico de drogas, furto qualificado, furto se veículo e arrombamento de estabelecimento comercial. Eles foram  presos e encaminhados à Polícia Federal, sendo enquadrados nos crimes de desobediência, dano e associação criminosa.

Fonte: PRF

 

Continue lendo

Eleições 2020

MPRS firma parceria com TRE-RS e outras instituições com foco no combate à desinformação nas Eleições de 2020

Nesta sexta-feira, 25 de setembro, em reunião virtual, o Ministério Público do Rio Grande do Sul assinou um protocolo de intenções com o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, o Ministério Público Eleitoral, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul, a Superintendência de Polícia Federal no RS e a Superintendência da Agência Brasileira de Inteligência no RS com o objetivo de enfrentar a disseminação de notícias fraudulentas e a desinformação nas eleições municipais de 2020. A parceria prevê medidas concretas voltadas à identificação e responsabilização dos autores de produção e distribuição destes conteúdos.

Conforme o documento, firmado no âmbito do MPRS pelo procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, caberá ao TRE adotar práticas de comunicação imediata às autoridades de possíveis notícias falsas, inclusive por meio de aplicativos de mensagens, com a máxima agilidade possível. Ao MPRS e demais órgãos signatários, dentro de suas esferas de atribuições legais, caberá iniciar os atos de investigação, levantamento de informações e persecução penal com a maior brevidade possível.

Dallazen destacou, no evento realizado por videoconferência, que é imprescindível a união das instituições para enfrentar o problema da desinformação à população que decorre das fake news. “O protocolo de intenções que assinamos hoje é uma medida concreta para dar celeridade e efetividade às investigações relacionadas a possíveis fraudes, no sentido de garantir a lisura das eleições, tão fundamental para nossa democracia”, ressaltou.

Assinaram o documento, representando as instituições parceiras, o presidente do TRE-RS, desembargador André Luiz Villarinho; o procurador Regional Eleitoral, Fábio Nesi Venzon; o vice-governador e secretário de Segurança Pública do RS, delegado Ranolfo Vieira Júnior; a chefe da Polícia Civil do RS, delegada Nadine Anflor; o superintendente de PF no RS, delegado José Antonio Dornelles de Oliveira; e a superintendente da Agência Brasileira de Inteligência no RS, Marina Pereira dos Santos Molon.

Continue lendo

Cidade

Amarelinhas pintadas em calçadas incentivam a volta à Infância

Quem passar pela rua dos Andradas, na altura do número 28, vai se deparar com uma amarelinha pintada na calçada. 

Foi pensando nisso, que o lojista Juliano Silveira, que tanto tem contribuído com  iniciativas coletivas e solidárias, nesta pandemia, resgatou o hábito de pular amarelinha.
O Patrick Camargo, pintou o jogo na calçada e nos enviou o seguinte texto, a partir das palavras do Juliano Silveira:
“Uma ação, para fazer com que as pessoas de mais idade, relembrem sua infância, e que seja uma inspiração para as crianças de hoje, motivando-as a realizarem atividades lúdicas de cunho físico ajudando na coordenação motora, noção espacial e interação com outras crianças. E, principalmente, fazer com que outros cidadãos, comerciantes, entidades públicas, etc… façam o mesmo. Seria maravilhoso disseminar essa causa positiva. Quanto mais pessoas aderirem à ideia, melhor. E que nunca deixemos morrer a criança no interior da gente. Para sermos um “gigante” temos que ter a grandeza de uma criança que busca nas asas da imaginação resolver todos os problemas do mundo”.
 
A ideia foi aceita também pela UNOPAR, que pintou em sua calçada uma amarelinha e postou o seguinte texto em sua pagina do Facebook:
 
– Amarelinha é uma brincadeira popular. A palavra “amarelinha” vem do francês marelle, que por adaptação popular ganhou a associação com amarelo e o sufixo diminutivo.
Acredita-se que amarelinha teria sido inventada pelos romanos, já que gravuras mostram crianças brincando de amarelinha nos pavilhões de mármore nas vias da Roma antiga. Na época, o percurso carregava o simbolismo da passagem do homem pela vida. Por isso, em uma das pontas se escrevia céu e, na outra, inferno.
 
Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular