Contato

Cidade

Ocupação de prédio pelo CPERS impede repasse de R$ 1.7 milhão à Santa Casa

received_1069903809711916

Apesar da promessa feita na segunda-feira pelo Chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi, o dinheiro não foi pago

 

A promessa feita diante de lideranças de Alegrete, deputados estaduais e federais de nada adiantou. Nesta quarta-feira o Governo Estadual não cumpriu com o que havia assegurado na audiência de segunda-feira no Palácio Piratini. Os tais R$ 1.700 milhão prometidos para ontem, não foram depositados. O valor faz parte de uma dívida do Estado com a Santa Casa de Caridade que já é de R$ 6 milhões só em 2015, por serviços prestados ao SUS.

“Os fornecedores estão nos pressionando, mas só que o Fundo Estadual de Saúde, que é quem faz o pagamento, alega que a invasão do prédio da Secretaria da Fazenda, impossibilitou dos funcionários trabalharem”, disse a administradora Tailize Ribeiro Lemos, ao www.emquestao.com.br agora pela manhã.

“Não sabemos se durante a tarde esta situação vai mudar”, ponderou. Segundo Tailize uma funcionária deste setor disse que não havia mais previsão. Agora pela manhã o CPERS voltou a ocupar o Centro Administrativo em Porto Alegre. Com relação ao plus de R$ 800 mil para a UTI Neonatal, que deveria ser buscada junto ao Banrisul, ainda não há uma definição da tomada deste recurso. “O juro do Banrisul é de 2.05% sendo que há outro banco disposto a negociar a 1.8%. Na verdade foi oferecida uma árvore mais alta com corda mais comprida para o hospital se enforcar”, disse o Diretor João Alberto Pereira.

Situação se agrava– Integrantes do comando de greve do Cpers/Sindicato, que ocuparam ainda na tarde de segunda-feira o térreo do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff) em Porto Alegre, não devem permitir o acesso ao prédio para que as atividades sejam retomadas na manhã desta quinta-feira. Apesar da decisão judicial da juíza Andréia Terre do Amaral, da 3ª Vara da Fazenda do Foro Central, que manda os professores liberarem a entrada, a mobilização segue conforme a presidente do Cpers, Helenir Schurer. “Somente uma proposta resolve o nosso problema. O secretário tentou negociar a entrada aqui, mas a reação de quem faz parte da manifestação é evidente”, disse ao se referir aos gritos de “proposta” de outros docentes.

De acordo com Helenir, a reunião que foi mediada pela juíza Andréia ainda durante a madrugada desta quinta terminou sem acordo. “Ficamos mais de duas horas na companhia da juíza tentando buscar um acordo, mas o governo está irredutível. Eles querem que a gente saia para que seja apresentada uma proposta, mas já foram realizadas quatro audiências e as iniciativas são as mesmas. O nosso medo é sair daqui e receber a mesma proposta das outras vezes”, explicou.

A mobilização dos professores impediu a entrada de diversos funcionários do Centro Administrativo, que se reuniram em frente ao prédio para esperar alguma decisão sobre o impasse. (com informações do Correio do Povo)

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Apenas hoje e amanhã para vistorias de veículos de aplicativos

 A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, comunica que realizará a Vistoria do Transporte por Aplicativo – 2021, atendendo a lei nº 6026/2018. A vistoria está sendo realizada na Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, no Centro Administrativo José Rubens Pillar, localizado na rua Major João Cezimbra Jaques, nº200.

Solicita-se a presença dos motoristas parceiros com seus veículos, incluindo os itens de combate e prevenção da Covid-19, apresentando os documentos de CRLV e CNH originais, das 8h30min às 12h30min.

Sobre a vistoria presencial solicita-se que os motoristas ao chegar estacionem seus veículos no estacionamento interno do Centro Administrativo Municipal. Para uma melhor conveniência dos horários de atendimento ficam reservadas as seguintes datas e horários:
– Dia 15 de abril: prefixos 046 em diante, com intervalos de 15 min.
– Dia 16 de abril: prefixos que por ventura não puderem comparecer em seus dias e horários, com agendamento prévio através do telefone (55)3421-5038, das 8h30 às 12h30.

A Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania solicita que os motoristas respeitem a ordem e os horários individuais determinados para cada prefixo para evitar aglomerações.

Continue lendo

Cidade

Hoje é dia de conferir as atrações da Cia do Carro

 

Continue lendo

Cidade

Campanhas pretendem ajudar população em vulnerabilidade

A Prefeitura de Alegrete, através das Secretarias de Promoção e Desenvolvimento Social e da Secretária de Saúde, em parceria com a Câmara de Vereadores e a UABA lançam as campanhas “Unidos contra a fome”, “Vacinação solidária” e “Campanha do Agasalho 2021”, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e agasalhos para as famílias em situação de vulnerabilidade social do município.

A “Vacinação Solidária” é uma campanha que estimula as pessoas que forem receber a vacina contra Covid-19 a doarem um quilo de alimento não perecível, os pontos de coleta estarão em todas as UBSs com salas de vacina. Já a “Campanha do Agasalho 2021” e a campanha “Unidos contra a fome” terão pontos de coleta por toda a cidade.

“Essas campanhas são muito importantes para darmos um suporte extra às famílias mais vulneráveis nesse momento difícil. A pandemia agravou a situação de muitas pessoas, mas através da solidariedade dos alegretenses podemos amenizar um pouco essa situação. A Campanha do Agasalho por exemplo é uma ação que dá certo há muitos anos e fundamental na nossa cidade devido ao nosso clima frio”, ressaltou Iara Caferatti Gonçalves Fagundes.

Continue lendo

Popular