Sartori avisa que PP de R$2,3 bilhões da Corsan vai sair de qualquer maneira

Atualmente, de acordo com o diretor-presidente da Corsan, Flávio Presser, a média da cobertura nos municípios envolvidos é de 25%. A estimativa é que a universalização ocorra até 2029, beneficiando 1,2 milhão de pessoas. Um dos benefícios diretos com este projeto é a revitalização dos rios Gravataí e dos Sinos, que figuram entre os mais poluídos do país. O Guaíba também deve ser beneficiado com o projeto.

O governador José Ivo Sartori deu um ultimato aos prefeitos da Região Metropolitana de Porto Alegre para que seja aprovado o edital do primeiro projeto de Parceria Público-Privada (PPP) da Corsan no Estado. E se na semana que vem não estiver resolvido esse problema, a PPP vai ser feita pela Corsan com quem quiser fazer.

A manifestação do governador foi feita durante o lançamento do Plano Estadual de Saneamento, no Palácio Piratini, na manhã desta segunda. Disse Sartori:

– Governar é também contrariar interesses.

A iniciativa da PP foi lançada no início do ano e envolve nove municípios (Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Viamão, Guaíba e Eldorado do Sul). Estimado em R$ 2,3 bilhões, a PPP buscará universalizar o serviço de esgoto sanitário nas cidades.  A maior parte dos recursos, R$ 1,8 bilhão, será proveniente da iniciativa privada.Outros R$ 500 milhões serão por parte da companhia.

fonte: polibiobraga.blogspot

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *