Contato

Em Campo

Oposição vence eleição no Sindicato Rural de Alegrete

Uma eleição que mobilizou 327 associados do Sindicato Rural de Alegrete, apontou como vencedor, o representante da chapa 2, de oposição, Luiz Plastina Gomes, com 232 votos, contra 103 da chapa situacionista, liderada por Antônio Carlos Calovi, atual vice Presidente. Houve também dois votos em branco.

O resultado final da apuração saiu há pouco, no final da tarde, uma vez que eleição durou até as 18hs. Na semana passada, Luís Plastina, em entrevista ao EQ, relacionou os principais pontos de sua gestão.

“Temos várias frentes, mas a principal é cortar a remuneração dos diretores, que são três, o que daria para apoiar a representação do Sindicato de forma pontual”, enfatizou. Luiz Gomes observa que há cinco anos o superávit da entidade era de R$ 615 mil ao ano e hoje está abaixo de R$ 100 mil.

Segundo ele, o que parece pouco, é muito, levando em conta que o Sindicato perdeu cerca de R$ 1 milhão anual e todo o ajuste e captação é imporante, enfatiza Luiz. Para entender como esta chapa chegou a este móte, ele relembra, que houve um momento em que a atual diretoria queria fazer um negócio imobiliário com parte da área do Parque de Exposições Dr. Lauro Dornelles. Alguns produtores não concordaram e houve duas assembléias.

A proposta situacionista foi derrotada e os produtores contrários passaram a realizar reuniões e apontar outros vários caminhos para “a retomada da entidade”. “As produtores rurais, mulheres com atividades em suas propriedades começaram a dar corpo a um movimento e foram se reunindo com membros das associações de criadores e a causa mobilizou muita gente. Daí me convidaram. Fizemos várias reuniões e chegou a hora de articularmos uma chapa e propor outro caminho. Em resumo é isto”, enfatiza o candidato de oposição.
“Esta questão da remuneração foi decidida há umas quatro gestões atrás. Não consta no estatuto. O que defendemos é ressarcimento para a representação. Sindicato sem salário para diretor”, dispara. Segundo ele, a chapa é muito plural; “tem mulheres, que são produtoras, estão na atividade, criadores, pessoal também ligado à agricultura, enfim, associações de criadores”, disse.

“A idéia é que o Sindicato represente todos os produtores e não só os associados”, diz. Na avaliação de Luís Plastina Gomes deverá ser intensificada a oferta de cursos pelo Senar, bem como a idéia é levar a sede do SRA para o Parque de Exposições. “Vamos fazer um bom diagnóstico, pra avaliarmos onde poderemos atuar pontualmente e, também, estratégicamente. O mundo mudou, o quadro é diferente. Estamos há cinco anos trabalhando no vermelho. Nosso modelo de negócio tem que ter melhor gestão e o Sindicato tem que estar equipado e habilitado para atuar junto aos produtores”, ressalta.

Para esta chapa vender o patrimônio não é o melhor caminho. “Tem muita área ociosa, vamos tentar criar condições para o Parque ser um verdadeiro local de eventos. Temos que conservar o que temos e otimizar o seu uso”, dispara Plastina.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Em Campo

Exposição Agropecuária será reformulada para se adequar à pandemia

O presidente do Sindicato Rural de Alegrete, Luiz Plastina Gomes e demais diretores vem trabalhando numa formatação alternativa para a realização da 78ª edição da Exposição Agropecuária de Alegrete.

O evento tradicional, que sempre ocorre na metade do mês de outubro, tem fomentado reuniões semanais, reunindo produtores e expositores que deverão participar da feira.

O objetivo é planejar um formato reduzido do evento e que se adeque às exigências sanitárias e epidemiológicas em virtude da pandemia do Coronavírus.

A diretoria do Sindicato está dando prosseguimento à programação de remates que ocorrerá em outubro, no Parque Dr. Lauro Dornelles.

O objetivo é de que pelo menos aconteça a comercialização de animais através de leilões.

#SindicatoRural #ExpofeiraDeAlegrete #remates #leilões #genetica #pecuaria #somostodosagro #agro

Continue lendo

Em Campo

Geada marca o amanhecer em Alegrete

Cenas de campos brancos encobertos pela fina camada de gelo dão o tom desta quinta-feira no município.

O mês de agosto está chegando e julho foi um mês com todos os climas do ano. Chuva, calor, temperaturas negativas e até dias de brisa e temperatura na casa dos 20 graus centígrados.

As imagens desta manhã gelada com temperatura de zero grau são de Sérgio Dornelles.

Continue lendo

Em Campo

Gafanhotos se aproximam da fronteira do Brasil

A nuvem de gafanhotos que está na província de Corrientes, Argentina, pode chegar na próxima quarta-feira ao Rio Grande do Sul, segundo técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado.

O movimento migratório dos insetos foi impulsionado pela onda de calor que atingiu a região no último fim de semana.

Até a manhã de hoje, estimava-se que a nuvem esteja a 120 km ou 130 km da fronteira brasileira, do município gaúcho de Barra do Quaraí.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular