Contato

Cidade

Cidade protesta revoltada com tantos erros na “novela da ponte”

 

 

 

O protesto pela demora do fechamento da ponte para obras, que dura mais de nove meses, desde o início do contrato com a empreiteira, levou um grande número de moradores da Zona Leste e também do centro para o local das obras.

A ponte Borges de Medeiros chegou a ficar trancada em certa altura com gritos de ordens dos manifestantes. O grupo subiu pelo parque Rui Ramos e chegou à Praça Getúlio Vargas caminhando pela Barão do Amazonas, outro corredor urbano que sofre desde a primeira aventura de outubro de 2015, quando o Prefeito Erasmo Silva fechou a ponte sem nenhum laudo técnico.

Os prejuízos estão na vida e nas empresas tanto da Zona Leste quanto do centro da cidade. Agora, no desdobramento da obra foram aparecendo novos problemas, como fissuras, o que é comum em qualquer reforma, mas para o Executivo este seria o grande problema do momento.

A ponte necessitava de manutenção o que não aconteceu durante sete anos da atual administração municipal. Foi preciso da intervenção do Ministério Público para obrigar a Prefeitura realizar o trabalho, que custará cerca de R$ 260 mil. A morosidade da obra é uma consequência de uma série de erros, inclusive, da precária estrutura da empreiteira para realizar o serviço.

Neste sentido o protesto deste sábado tem um efeito simbólico importante, porque a sucessão de decisões equivocadas vem botando na conta das empresas de ônibus, por exemplo, um prejuízo mensal de R$ 120 mil para cada uma delas. Relatos neste mesmo tom são denunciados por todas as empresas da Zona Leste da cidade e na rotina dos moradores daquela região da cidade, que dependem do fluxo normal do trânsito e da garantia da lei da mobilidade urbana para tomarem decisões simples como chegar ao trabalho dentro do horário e poder voltar para casa da mesma forma. Isto hoje é apenas fonte de incômodos, prejuízos e revolta de grande parte dos alegretenses.

Fotos: Sandra Silva/EQ

vídeo reportagem: Pedro Mello

 

 

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Prefeitura entrega ao governador Eduardo Leite projeto de finalização das obras do aeroporto de Alegrete

O prefeito em exercício, Jesse Trindade, entregou em mãos ao governador Eduardo Leite, na manhã de quinta-feira (21/01), no Palácio Piratini, documento com uma das mais importantes demandas estruturais de Alegrete: as obras do aeroporto Regional Gaudêncio Ramos.

O prefeito em exercício entregou um documento detalhado a respeito da necessidade de finalização da obra. “Esmiuçamos o processo todo ao governador e vejo com muita clareza que o projeto precisa ser levado adiante pela obstinação da nossa gestão e do prefeito Márcio Amaral”, diz Jesse.

  Para Jesse, o aeroporto tem grande importância, não só para a cidade e para a região, mas para todo o Estado. “Temos o apoio de 16 municípios e de nove universidades em um projeto que atinge cerca de 650 mil pessoas. “A expectativa é de que circulem milhares de passageiros por ano e o município gere empregos, diretos e indiretos”, vislumbra .

O principal objetivo do encontro foi reforçar o diálogo com o Estado para viabilizar verdadeiras demandas estruturais do aeroporto nos aspectos de asfalto, acesso ao local, recapeamento da atual pista, iluminação para pousos noturnos, melhorias no cercamento de toda área e reparos no hangar construído em 1993. “É fundamental a parceria com o Governo do Estado, no sentido de nos apoiar junto ao Governo Federal, e dividir conosco essa obra”,

Continue lendo

Cidade

Cozinha comunitária aumenta produção para atender carentes

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, promoveu na quinta-feira, dia 21, uma importante reunião para intensificar ações de enfrentamento a pobreza que serão desenvolvidas na Cozinha Comunitária, com aumento da produção e distribuição de marmitas solicitadas pelos serviços assistenciais para combater às desigualdades sociais no município.

A secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Iara Caferatti esteve reunida com a coordenadora da Cozinha Comunitária, Karen Perez, a diretora de Proteção Social, Gizelda Thaddeu e a técnica social Daniela Haerter.

Durante a pandemia, a Cozinha Comunitária já vinha ampliando na pandemia para auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade. “O fim do auxílio emergencial vai impactar na redução da renda de muitos alegretenses e precisamos agir. O prefeito Márcio está muito preocupado com a crise social e econômica provocada pelo novo coronavírus, que só fez acentuar as desigualdades”, comenta Iara.

Segundo a secretária, já foram distribuídas até o momento 4.830 refeições somente para o circo desde 23/03/2020,  a cozinha atende as cooperativas de catadores de material reciclado e famílias extremamente vulneráveis, indicadas pelo CRAS de referência com 320 refeiçoes diárias de segunda a sexta. “Um bom exemplo é o circo Fox, instalado em Alegrete desde março de 2020 e que vem recebendo atendimento com a distribuição de marmitas para seus integrantes”, enfatiza.

Continue lendo

Cidade

Jesse Trindade assumiu como prefeito em exercício

O vice-prefeito Jesse Trindade é o prefeito em exercício até o próximo dia 4 de fevereiro em virtude do saldo de férias (dias em haver) do prefeito Márcio Amaral.

Jesse estará em Porto Alegre nesta quinta-feira, em agenda com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas e o governador Eduardo Leite.

Na ocasião, será entregue ao município um ônibus escolar rural, por meio do Programa Caminhos da Escola.

Em um texto no Facebook o Prefeito em exercício postou “Momento especial em assumir com muita responsabilidade o Município de Alegrete. Agradeço a confiança do Prefeito Márcio Amaral, do conjunto de Secretários e Servidores e todos aqueles apostaram em nosso projeto.”

 

Continue lendo

Popular