Contato

Esportes

Grêmio apresenta as mesmas falhas e só empata contra a Chapecoense

 

Na noite desta quarta-feira, 15, o Grêmio entrou em campo na Arena Condá, em Chapecó, para enfrentar a Chapecoense, em partida válida pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor empatou com a equipe catarinense em 3 a 3.

Para o jogo, Roger Machado não pode contar com Maicon e Ramiro, que cumpriram suspensão, mas teve o retorno de Walace e Marcelo Grohe, que voltaram da Seleção Brasileira. Luan também esteve à disposição, assim como Negueba, o novo contratado do Tricolor.

O Grêmio fez um bom início de partida, controlando o jogo e abrindo o placar logo cedo, aos 2 minutos, com Geromel. Já a equipe catarinense buscou correr atrás do prejuízo e cresceu na partida, chegando ao empate com Thiego, aos 17’. Pressionando, o alviverde ainda conseguiu virar com Bruno Rangel, que marcou de pênalti. Mas, com mais finalizações e maior posse de bola, o Tricolor retomou o controle e voltou a empatar com o estreante Jaílson, aos 42′.

Melhor no segundo tempo, a equipe gremista foi quem teve mais oportunidades de ampliar o marcador. Mesmo assim, foi a Chapecoense quem chegou ao terceiro gol, após Thiego marcar de cabeça. Rapidamente, o Grêmio respondeu com Giuliano, que deixou tudo igual novamente, marcando aos 38’.

Com o resultado, os gremistas trazem para Porto Alegre um ponto e chegam a marca de 15 pontos na tabela de classificação. O próximo confronto é no domingo, 19, contra o Cruzeiro, na Arena.

Escalação: Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Wallace, Marcelo Hermes, Walace, Jaílson, Giuliano, Douglas, Everton e Luan.

Banco: Douglas Friedrich, Bruno Grassi, Kaio, Bressan, Rafael Thyere, Jeferson, Iago, Lincoln, Tontini, Negueba, Tilica, Batista e Bobô.

A arbitragem do jogo foi comandada por Luiz Flavio de Oliveira (SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP).

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Esportes

Defesa falha, e Inter leva virada do Deportivo Táchira pela Libertadores

A defesa do Inter falhou duas vezes, e um jogo que parecia encaminhado acabou em derrota. Hoje (11), o Colorado saiu na frente, mas levou a virada e perdeu por 2 a 1 para o Deportivo Táchira, no estádio Pueblo Nuevo, pela quarta rodada do grupo B da Libertadores. Thiago Galhardo fez o gol dos brasileiros. Hernández e Cova, os da equipe venezuelana. 

O resultado embola a chave. O Inter segue em primeiro, com seis pontos. Mas o Táchira agora tem a mesma pontuação. Os outros dois times do grupo, Olimpia-PAR e Always Ready-BOL, jogam quinta-feira. Os bolivianos também estão com seis e os paraguaios, com três.

O Inter volta a campo no domingo (16) para enfrentar o Grêmio no primeiro jogo da final do Campeonato Gaúcho. O jogo será no Beira-Rio. O Deportivo Táchira encara o Deportivo de Mérida, no sábado (15), pelo Campeonato Venezuelano.

Foi bem: Marcelo Lomba salva o Inter quando dá Marcelo Lomba fez ao menos três defesas muito complicadas, evitando gols do Deportivo Táchira. Seja com saídas ou ações fundamentais, o camisa 12 só não defendeu quando realmente foi impossível, e acabou ainda cometendo um pênalti após erro de Edenilson.

Foi mal: defesa do Inter falha duas vezes Edenilson no fim da partida, Moisés e Zé Gabriel um pouco antes. A defesa do Inter foi protagonista nos gols do Táchira. O time vermelho, que vencia, “entregou” os três pontos aos rivais.

Saravia volta a ser titular e sofre com falta de ritmo Uma das novidades na escalação de Miguel Ángel Ramírez, Saravia voltou a ser titular após mais de sete meses. Os reflexos do período distante do time em razão de uma grave lesão no joelho direito estiveram presentes em campo. Logo no início, o argentino errou uma série de passes na defesa e ainda aparentou dificuldades nas ações coletivas do time. Mas, entre acertos e erros, teve uma atuação regular ao todo.

O jogo do Deportivo Táchira: chances claras, mas pouca técnica O Deportivo Táchira se mostrou um time fraco tecnicamente, mas muito aplicado. Disputou cada lance, cada palmo de gramado, com ímpeto e força gigantescos. Mas esbarrou na falta de qualidade evidente dos jogadores. Até criou uma chance clara, utilizando a linha defensiva avançada do Inter. Mas foi desperdiçada num erro de conclusão.A defesa, de baixa estatura, perdeu a maioria dos duelos pelo alto, mas tentou de todas as formas evitar o gol do Inter. No segundo tempo, após os brasileiros abrirem o placar, o time venezuelano foi para cima e gerou várias oportunidades. Teve bola na trave, forçou Lomba a fazer grandes defesas, e foi perigoso até marcar e seguiu empenhado até virar.

O jogo do Inter: domínio do jogo, mas recuo no segundo tempo O Inter dominou o jogo e até criou boas chances de gol. No primeiro tempo, foram três oportunidades de conclusão. Equívocos no último terço do campo impediram produtividade maior. Mas a equipe de Ramírez foi dominante durante toda partida, sofreu pouco e esteve sempre próxima de marcar. As alterações propostas pelo comandante, porém, não surtiram efeito positivo. Yuri Alberto e Galhardo juntos foi a opção de melhor rendimento.Marcos Guilherme pela direita não conseguiu vitória pessoal, e Saravia ainda mostrou falta de ritmo. Nonato teve rendimento apenas regular. No segundo tempo, o Colorado marcou cedo, mas recuou muito e passou a sofrer constante ameaça. Tanto foi que levou o empate e a virada.

FICHA TÉCNICA DEPORTIVO TÁCHIRA 2 X 1 INTERNACIONAL

Data: 11/05/2021 (terça-feira)

Local: estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, Venezuela

Árbitro: Wilmar Roldán

Auxiliares: Miguel Roldán e Richard Ortiz

Cartões amarelos: Gómes, Camacho, Granados, Covea, Vivas (TAC); Dourado, Saravia, Galhardo (INT)

Gols: Thiago Galhardo, do Inter, aos 6 minutos do segundo tempo; Hernández, do Deportivo Táchira, aos 31 minutos do segundo tempo; Cova, do Táchira, aos 40 minutos do segundo tempo;

Deportivo Táchira Varela; Camacho, Vivas, Trejo e Granados; Cova, Flores, Covea (Velasco) e Góndola (Zalzman); Lucas Gómez (Angarita) e Edgar Pérez Greco (Hernández).

Técnico: Juan Tolisano.

Inter: Marcelo Lomba; Saravia (Rodinei), Zé Gabriel, Cuesta e Moisés; Dourado (Lindoso), Nonato (Praxedes) e Taison (Edenilson); Yuri Alberto, Marcos Guilherme (Mauricio) e Galhardo.

Técnico: Miguel Ángel Ramírez.

Continue lendo

Esportes

Renato cai depois de afundar o time na pré-Libertadores

A chapa de Renato Gaúcho começou a esquentar na reta final da temporada passada. Após a queda na Libertadores, a Copa do Brasil virou a tábua de salvação, mas o desempenho nas duas partidas contra o Palmeiras pesaram na conta do treinador.

Irritado com as críticas, o comandante pediu reforços de peso, mas apenas o lateral-direito Rafinha e o volante Thiago Santos chegaram ao clube.

Torcida

Antes intocável, Portaluppi virou alvo de críticas da massa Tricolor. Nas últimas semanas as redes sociais explodiam de xingamentos após as fracas atuações da equipe.

Passagem

Em sua terceira passagem como técnico do Grêmio, Renato colecionou polêmicas, frases de efeito e taças: Copa do Brasil (2016), da Libertadores (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), de três estaduais (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019).

Continue lendo

Esportes

Mega. R$ 33 milhões em jogo nesta quarta-feira

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (14) um prêmio acumulado de R$ 33 milhões.

As seis dezenas do concurso 2.362 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o País ou pela internet. A aposta mínima, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular