Contato

Cidade

Prefeitura atende mais de 10.300 cadastrados no CadÚnico

 
A Prefeitura de Alegrete, por meio da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, realiza a inscrição e acompanhamento de sistemas como o Cadastro Único. Esse sistema realiza reúne informações socioeconômicas das famílias brasileiras de baixa renda – aquelas que têm renda mensal de meio salário mínimo por pessoa. Essas informações permitem ao governo conhecer as reais condições de vida da população e, a partir dessas informações, selecionar as famílias para os programas sociais como o Bolsa Família.

Em Alegrete, o total de famílias inscritas no Cad. Único em abril de 2021 era de 10.304. Sendo 2.103 beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF), representando uma cobertura de 45,2% da estimativa de famílias pobres no município. O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que beneficia famílias pobres e extremamente pobres. Entre as condicionalidades para recebimento do PBF estão o acompanhamento da frequência escolar e o acompanhamento da saúde das pessoas (crianças de até 7 anos e mulheres de 14 a 44 anos).

No município de Alegrete também há 2.360 que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) para Idosos e 2.510 que são beneficiárias do BPC para pessoas com deficiências.

Quem pode se inscrever no CadÚnico?

De acordo com informações do Governo Federal, podem se inscrever no CadÚnico, as famílias ou pessoas que moram sozinhas, principalmente nos seguintes casos:

A soma do salário de todas as pessoas da família e dividindo pelo número de membros da família, totaliza até R$ 522,50 por mês;

A soma dos salários de todas as pessoas da família for de até R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo);

Pessoas em situação de rua.

Mas se você não cumpre tais requisitos, mas precisa de um serviço que exija o número do CadÚnico também pode solicitar o cadastro.

Como me cadastrar?

Para efetivar seu cadastro, é preciso que um membro da família, com idade mínima de 16 anos – preferência mulher, procure a Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social e apresente as informações de todos os membros da família.

CPF;
Certidão de nascimento;
Certidão de casamento;
Carteira de identidade;
Carteira de trabalho;
Título de Eleitor.

Dentre outros documentos que podem facilitar o cadastro estão: comprovante de endereço, comprovante de matrícula escolar caso haja criança e jovem com idade de até 17 anos.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Conselho Municipal de Trânsito elege nova Comissão Executiva

A Prefeitura de Alegrete informa que, no último dia 22 de julho, foi realizada uma reunião virtual na qual os membros do Conselho Municipal de Trânsito, atendendo a convocação da Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, trataram a respeito de assuntos pertinentes ao trânsito e mobilidade urbana. Foram analisados o Plano Plurianual para os próximos 4 anos com todos os valores a serem investidos tanto em infraestrutura quanto em educação para o trânsito, bem como as ações que estão sendo realizadas pelo Poder Executivo.

O Conselho também elegeu sua nova comissão executiva que ficou assim constituída: Alex de Souza, ocupará o cargo de presidente, representando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico; Sivens Carvalho, será o vice-presidente, pela Ordem dos Advogados do Brasil – OAB Alegrete; Marlon Dorneles, o 1° secretário, Centro de Formação de Condutores – CFC Alegrete e Francisco Pedroso, 2º Secretário, proveniente ao Centro Empresarial de Alegrete.

De acordo com o presidente eleito, Alex de Souza, o COMUTRAN é um órgão consultivo e se fará presente nas ações que envolvem o trânsito e a mobilidade urbana. Neste momento, em que a Administração Pública está concluindo o Plano Municipal de Mobilidade, dando todo suporte ao novo Plano Diretor que está sendo elaborado em conjunto:

“O Plano Municipal de Mobilidade Urbana irá balizar todas as ações e modificações do trânsito de Alegrete. Este projeto de lei ainda irá passar pela apreciação dos vereadores. Após aprovação, caberá a este conselho fiscalizar se o mesmo estará sendo cumprido e assim faremos”, ressalta o presidente.

Continue lendo

Cidade

Confira as principais regras para atendimento ao público em estabelecimentos comerciais

A Prefeitura de Alegrete, na última sexta-feira, 30, publicou decreto nº 492 que altera o Decreto nº 320/2021 que: “Recepciona e adota o Decreto Estadual nº 55.882 de 15 de maio de 2021″. O decreto determina que as modalidades de atendimento Take away (pegue e leve) e Drive-thru serão permitidas até às 20h para os restaurantes, lanchonetes, lancherias, sorveterias e bares. Após este horário ainda é permitido a entrega na forma de delivery.

Sobre o atendimento presencial, conforme o Decreto nº 438, de 9 de julho de 2021, em seu artigo 3º, fica vedada a abertura para atendimento ao público bem como de permanência de clientes nos recintos ou nas áreas internas ou externas de circulação ou de espera de todo e qualquer estabelecimento durante o horário compreendido entre 23h e 6h, com tolerância para dispersão de clientes até às 00h, excetuando-se apenas os considerados essenciais conforme o Artigo 17, inciso I, do Decreto Estadual nº 55.882/2021.

Continua proibida a permanência de pessoas em espaços públicos e o consumo de bebidas alcoólicas em ruas, calçadas, parques e praças após às 20h, como estabelecido no artigo 4°.

Confira o decreto nº 320/2021 na íntegra e suas atualizações no link: https://www.alegrete.rs.gov.br/grupoarquivo/19-1627998504-804.pdf

Continue lendo

Cidade

Procon realiza pesquisa sobre preços da cesta básica

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, através do Procon, realizou a pesquisa de preços da cesta básica, referente ao mês de julho. Foram visitados pelos técnicos do Procon em 14 estabelecimentos e pesquisados 33 itens, sendo que o Procon leva apenas em consideração o menor preço de cada produto, não considerando critérios como marca ou qualidade dos produtos.

Em comparação ao mês de junho o preço da cesta básica em Alegrete apresentou um aumento em julho. O preço médio da cesta básica em junho ficou em R$201,91 e agora em julho ficou em R$ 204,42. Em comparação com a pesquisa realizada no mês anterior, houve um aumento de até 30% em relação a julho. O maior preço encontrado na pesquisa de junho foi de R$ 202,90, o menor preço R$ 139,87 e o preço médio ficou em R$ 171,28.

Segundo a pesquisa, o maior valor encontrado no mês de junho foi de R$ 228,64 e no mês de julho ficou em R$ 231,90. Já o menor preço da cesta básica em junho foi encontrado por R$ 173,86 e em julho o menor valor foi de R$ 176,48.

A pesquisa completa sobre o preço da Cesta Básica do mês de junho em Alegrete está disponível no site da Prefeitura, na página do Procon. Preços da Cesta Básica de julho de 2021

Continue lendo

Popular