Contato

Corona Vírus

Motorista Jorge Carvalho agilidade e segurança na direção para trazer vacinas contra a Covid-19

Quase 340 mil doses de vacina contra a Covid-19 são transportadas, nesta segunda (5/7) e terça-feira (6/7), nas rodovias gaúchas rumo a todas as regiões do Estado. Os motoristas da Secretaria da Saúde (SES) que trabalham nas 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) têm importante papel no andamento ágil e seguro da campanha de vacinação.

“Tenho orgulho do trabalho que realizo na linha de frente da pandemia. Estamos levando a vacina para todas as cidades da nossa região”, disse Flávio dos Santos, motorista da 9ª CRS, com sede em Cruz Alta. Como a distância para Porto Alegre é de 345 quilômetros, o que representa cinco horas de viagem, Flávio começou a viagem ainda no domingo (4). É a terceira vez que faz o percurso para transportar imunizantes contra o coronavírus.

05 07 motoristas 2
Parte das vacinas recebidas no fim de semana foram distribuídas às coordenadorias regionais de saúde nesta segunda (5) – Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

 

05 07 motoristas 3
“Tenho orgulho do trabalho que realizo na linha de frente da pandemia”, disse Flávio dos Santos, motorista da 9ª CRS (Cruz Alta) – Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

As vacinas que abastecem todos os postos de saúde e pontos de vacinação no Rio Grande do Sul são distribuídas a partir da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na zona Leste de Porto Alegre. Na impossibilidade de se realizar a distribuição das doses por via aérea, com auxílio da Brigada Militar e da Polícia Civil, como é realizada em grande parte das vezes, todo o transporte das remessas é via terrestre nesta semana. São 18 rotas que abrangem todas as regiões do Estado. Os motoristas já estão vacinados, por serem profissionais na linha de frente ao combate do coronavírus. 

Quem também está acostumado com o trajeto rumo a Porto Alegre é Rivadalve Hunger Koch, da 13ª CRS, com sede em Santa Cruz do Sul. “Todos estão aguardando a vacina. A minha sensação é de poder levar um pouco de esperança à população da minha região”, afirmou. “Saio bem cedo de Santa Cruz para ser um dos primeiros da fila e voltar o mais cedo possível. Assim como nós esperamos aqui, os motoristas dos municípios já estão esperando as vacinas lá na regional”, explicou, destacando a importância da agilidade do poder público em abastecer as salas de vacinas. Rivadalve faz a viagem de cerca de 300 quilômetros (contando a ida e a volta) para buscar vacinas contra a Covid-19 uma vez por semana, em média.

 

05 07 motoristas 4
Em Alegrete fica a CRS mais distante da capital: quase 500 quilômetros – Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

 

A 18ª CRS, com sede em Osório, para aumentar a segurança do trajeto de cerca de 100 quilômetros, dispõe de dois motoristas no transporte da carga. “É muito gratificante saber que estamos levando as vacinas para nossos conterrâneos”, disse o motorista Ronaldo Becker Conceição, acompanhado de João Carlos de Oliveira. “Da coordenadoria, as vacinas abastecem os postos de saúde de todo o litoral. Nosso trabalho ajuda a salvar vidas”, disse João Carlos. “Estou há pouco tempo na 18ª, há cerca de três meses, mas estou feliz por isso.”

 

 

05 07 motoristas 5
Jorge saiu na tarde de domingo (4) de Alegrete; assim que recebeu a carga, na tarde de segunda (5), iniciou a viagem de volta – Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

De Alegrete, a CRS mais distante da capital, quase 500 quilômetros de distância, veio o motorista Jorge Carvalho. Faz 26 anos que trabalha para a SES. “Faço a viagem em mais de seis horas, de forma tranquila e com segurança porque estou carregando esperança para todo mundo”, afirmou. Jorge saiu ainda na tarde de domingo (4) de Alegrete, e assim que recebeu a carga, na tarde de segunda (5), iniciou a viagem de retorno, para garantir o abastecimento dos postos de saúde da região ainda nas primeiras horas da terça-feira (6). “Mesmo acostumado a vir buscar vacinas da gripe e outras vacinas aqui em Porto Alegre, o sentimento que temos ao buscar as da Covid é diferente, por toda a situação que estamos vivendo”, completou o motorista. 

Por questões logísticas, algumas coordenadorias optaram por fazer a retirada de suas doses na manhã da terça-feira (6/7). Foi o caso da 7ª CRS, de Bagé. O motorista Ubirajara Lucena Goulart aproveitou que precisaria trazer outra carga a Porto Alegre a serviço da coordenadoria e organizou para passar a noite de segunda-feira (5/7) na capital e pegar as vacinas cedo no dia seguinte, antes de voltar a Bagé. “O sentimento é único, de saber que estamos salvando vidas. Vejo a importância enorme que tem o meu trabalho”, disse Ubirajara. A viagem leva quase seis horas e cerca de 360 quilômetros para rodar.

Texto: Marília Bissigo/Ascom SES
Edição: Marcelo Flach/Secom

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Corona Vírus

Região recebe aviso do Gabinete de crise

O Gabinete de Crise decidiu voltar a emitir 17 Avisos às regiões Covid, na tarde desta quarta-feira (4), acatando recomendação do Grupo de Trabalho Saúde. O aviso é o primeiro passo do Sistema 3As de Monitoramento, com o qual o governo do Estado gerencia a pandemia no Rio Grande do Sul. A reunião foi coordenada pelo vice-governador Ranolfo Vieira Júnior.

Os novos Avisos decorrem da constatação de que houve um aumento de novas hospitalizações, identificadas pelo sistema Sivep Gripe. Das 21 regiões Covid, apenas Capão da Canoa, Novo Hamburgo, Santa Rosa e Taquara não receberam nenhuma notificação do Estado.

No acumulado da semana, o Rio Grande do Sul registrou um aumento de 102,7% no número de hospitalizações. Em 24 de julho, o Estado apresentava 7,3 novas hospitalizações acumuladas em 7 dias para cada 100 mil habitantes, e na terça-feira (3) esse número estava em 14,8. As quatro regiões que não receberam nem Avisos nem Alertas foram as únicas sem aumento no número de novas internações.

Na mesma reunião, o Gabinete de Crise deliberou sobre a capacidade de ocupação nos transportes coletivo e rodoviário. Para o coletivo (municipal, metropolitano, comum, ferroviário e aquaviário), a ocupação máxima passou de 60% para 90%. Já para o transporte rodoviário (fretado, metropolitano executivo, intermunicipal e interestadual) a lotação passou de 75% para 100%. A mudança requer o respeito aos protocolos obrigatórios, como uso de máscara e ventilação para a renovação do ar.

O grupo também aprofundou a discussão a respeito de um parecer favorável da semana passada, quanto à redução da distância em sala de aula para 1 metro entre pessoas, desde que respeitados e reforçados os demais protocolos sanitários. Essa mudança vai implicar em alterações de portarias e decretos, o que deve acontecer nos próximos dias. O novo distanciamento entre alunos só será possível depois da publicação dessas alterações.

Sobre as solicitações de alteração nos protocolos de eventos, o Gabinete de Crise seguirá monitorando os indicadores de internações, para que as mudanças aconteçam em momento oportuno e com segurança para trabalhadores e população em geral.

Continue lendo

Corona Vírus

Dobrou o número de novos casos nesta segunda-feira

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Nesta quarta-feira (04) foram registrados 07 casos positivos, 03 mulheres e 04 homens, entre 06 e 49 anos. Também foram registrados 02 recuperados. Hoje, até a publicação do boletim, não foram registrados óbitos.

Não há pacientes na UTI Covid. No Hospital de Campanha há 02 pacientes, 02 aguardando resultado. A UTI Covid possui 15 leitos, dessa forma há 15 leitos disponíveis. No Hospital de Campanha há 28 leitos disponíveis. Na UTI Não-Covid há 08 internados, 03 confirmados que já passaram do período de transmissão.

Atualmente são 11.893 casos confirmados, com 11.563 recuperados, 40 ativos (38 estão ativos em isolamento domiciliar e 02 hospitalizado positivo de Alegrete) e 290 óbitos.

Foram realizados 37.679 testes, sendo 25.746 negativos, 11.893 positivos e 17 aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 82 pessoas.

Continue lendo

Corona Vírus

Vacinação contra a Covid-19 para 32 anos ou mais

Amanhã, a partir das 8h30, tem vacinação contra a Covid-19 para a galera de 32 anos ou mais e também para gestantes. Em todas as unidades de saúde com sala de vacinação. As segundas doses serão aplicadas no turno da tarde. Bora trazer o braço!

Continue lendo

Popular