Contato

Saúde

Secretaria da Saúde distribui vacinas da Pfizer para cerca de 400 municípios gaúchos nesta segunda

A Secretaria da Saúde (SES) começa a expandir para o interior do Estado, nesta segunda-feira (24), a imunização contra o coronavírus com a vacina Comirnaty/Pfizer-Biontech. Nesta primeira remessa, a SES irá distribuir 80.844 doses (do total de 108.264 em estoque) para 407 municípios gaúchos. Além das vacinas, os municípios recebem seringas e diluentes (soro fisiológico).

“Os municípios que recebem as doses nesta segunda (24) nos garantiram estar com equipes técnicas e de vacinadores capacitadas para aplicar as vacinas da Pfizer com agilidade, o que é fundamental para não corrermos o risco de desperdiçar doses. Alguns não querem receber agora porque ainda têm bom estoque das outras vacinas, inclusive Coronavac para segunda dose, ou então acham que precisam investir mais em capacitação”, explicou a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

As doses da Pfizer serão entregues vias terrestre e aérea. Na manhã desta segunda (24), representantes de seis coordenadorias regionais de saúde (CRS) podem retirar os quantitativos de seus municípios na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na capital. Ainda durante a manhã, às 11h, dois voos partem para o interior para acelerar as entregas para 12 regionais.

Os quantitativos dos municípios que optaram por não receber as vacinas da Pfizer nesta segunda ficarão reservados na Ceadi para entrega posterior.

Na semana passada, a SES realizou treinamentos, via videoconferência, para capacitar equipes de imunizações de municípios. O treinamento específico para a vacina da Pfizer foi necessário por essas doses terem características específicas e diferenciadas de armazenamento, manuseio e aplicação. Os municípios receberão suas doses refrigeradas (entre 2°C e 8°C). Nesta temperatura, as doses podem ficar por até cinco dias (120 horas).

Por essa limitação, a orientação do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) é que os municípios realizem agendamento prévio das pessoas a serem imunizadas. Da mesma forma, não é recomendada a estratégia de vacinação fora de Unidades Básicas de Saúde, como em drive-thru. Na sala da vacina, após o frasco ser tirado do refrigerador e diluído, as doses dever ser aplicadas em até seis horas.

As doses da Pfizer chegam ao Brasil em caixas de transporte específicas, com isolamento térmico e gelo seco que permite a manutenção de temperaturas entre -90°C e -60°C por até 30 dias. Em freezers, com temperatura entre -25°C e -15°C, o armazenamento pode ser por até duas semanas. Em freezers de temperatura ultrabaixa (entre -80°C e -60°C) as doses podem ficar por até seis meses. Após sair da fábrica, estando nas caixas térmicas ou nos freezers de -25°C a -15°C, o lote pode ser levado de volta a um ultrafreezer, reassumindo a validade original de seis meses. Essas temperaturas mais baixas do que precisam as doses das demais fabricantes são necessárias pois a vacina da Pfizer tem menos conservantes.

As vacinas da Pfizer que serão distribuídas nesta segunda (24) devem ser utilizadas para primeira dose de pessoas com deficiência permanente que tenham entre 18 e 59 anos cadastradas no Benefício assistencial à pessoa com deficiência (BPC) do Governo Federal (estimadas em 42.570 pessoas), pessoas com comorbidades na faixa etária de 38 e 39 anos (58.994 pessoas, sendo que acima dessa idade já tiveram doses disponibilizadas pelo Estado) e gestantes com comorbidades e/ou gestantes sem comorbidades que apresentem indicação médica de avaliação dos riscos e benefícios.

Informações sobre as doses da Pfizer

• Podem vir rotuladas como Pfizer-Biontech, se produzidas na Bélgica, ou Comirnaty, que é o nome comercial usado na fábrica dos Estados Unidos. A vacina é distribuída no Brasil com embalagem em inglês, mas a empresa dispõe de um site em português com conteúdos para profissionais de saúde (comirnatyeducation.com.br).

• Cada frasco tem capacidade para seis doses. Ele vem com 0,45 ml do produto, que para a aplicação precisa de diluição de mais 1,8 ml de soro fisiológico.

• É uma vacina do tipo RNA mensageiro (mRNA), ou seja, usa parte de uma sequência do código genético do vírus como se fosse uma “receita” para o organismo produzir anticorpos.

• Estudos clínicos comprovaram uma taxa de eficácia de 95% após as duas doses.

• No Brasil, a orientação do Ministério da Saúde é de um intervalo de 12 semanas (cerca de três meses) entre a primeira e segunda doses.

• Reações adversas mais comuns incluem dor no local da aplicação, fadiga e dor muscular (raramente chegando a apresentar febre), que costuma aparecer em até 24 horas e apresentar melhora em até 48 horas.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Saúde

Secretaria de Meio Ambiente recebe doação de sonômetro digital do Ministério Público

Nesta terça-feira (8/06), às 14 horas, no auditório das Promotorias de Justiça do Alegrete, a Prefeitura de Alegrete, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, recebeu da promotora Luiza Trindade Losekann, atualmente responsável pela Promotoria Especializada, a entrega de equipamentos adquiridos a partir de Termo de Ajustamento de Conduta firmado por uma empresa alegretense e o Ministério Público. A 1ª Delegacia da Polícia Civil também foi beneficiada pela ação.

A secretária de Meio Ambiente, Gabriella Segabinazi, representou o prefeito Márcio Amaral no ato e recebeu a doação de um (01) sonômetro digital e seus respectivos acessórios para fim de auxiliar o setor de fiscalização do órgão. “Agradecemos muito ao Ministério Público pela sensibilidade e a doutora Luiza Losekann, que sempre está muito atenta às demandas da nossa comunidade. Certamente, faremos muito bom uso do equipamento”, enfatiza a secretária.

A 1ª DP de Alegrete recebeu duas (2) mini filmadoras de alta definição, duas (2) câmeras GoPro e dois (2) rastreadores veiculares, que servirão para auxiliar as equipes que atuam na investigação de crimes cometidos no Município.

Além disso, a empresa investigada realizou a doação de R$ 9 mil reais ao Grupo de Apoio ao Corpo de Bombeiros Militar do Alegrete, entidade que vem sendo beneficiada com valores oriundos de compromissos de conduta firmados pelo Ministério Público para fins de alcançar o valor necessário à aquisição de um desencarcerador veicular, a ser utilizado no atendimento de acidentes de trânsitos com vítimas presas às ferragens.

Na oportunidade, a promotora de Justiça Luiza Trindade Losekann manifestou satisfação em ter contado com a sensibilidade da empresa sediada no Município a qual, através do acordo, deu fim à investigação que tramitava desde o ano de 2009, beneficiando, ainda, três instituições que atuam em prol da comunidade alegretense.

Também compareceram à solenidade o delegado de Polícia Maurício Arruda Coronel, titular da 1ª Delegacia de Polícia do Alegrete, acompanhado do comissário Ceolin e da inspetora Simone, os fiscais ambientais Silvia Cristiane Mafaldo e João Araújo Filho, além do 2º sargento Lagemann, representando o comandante do Corpo de Bombeiros do Alegrete.

Continue lendo

Saúde

Fase 3 da vacinação contra a Influenza começa nesta quarta-feira em todas as UBSs com salas de vacina

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Saúde, informa que nesta quarta-feira, 09, começa a fase 3 da imunização contra a Influenza em todas as UBSs com salas de vacinas.

Confira os grupos da 3ª etapa (9 de junho até 9 de julho):

Pessoas com comorbidades
Pessoas com deficiência permanente
Caminhoneiros
Trabalhadores de transporte coletivo
Trabalhadores portuários
Forças de segurança e salvamento
Forças Armadas
Funcionários do sistema prisional
População privada de liberdade

A vacina contra a Gripe (Influenza) é segura e é considerada uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos por gripe, além disso, a vacinação permitirá, ao longo de 2021, prevenir complicações, óbitos e as suas consequências sobre os serviços de saúde decorrentes da doença. A vacinação contra a Gripe (Influenza) também tem como objetivo minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19.

Quem for se vacinar deve-se respeitar um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra Influenza e contra a Covid-19. Recomenda-se levar o cartão de vacinas no dia da vacinação para ajudar na identificação das vacinas já aplicadas.

CATEGORIAS DE RISCO CLÍNICO E INDICAÇÕES PARA VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA

Doença respiratória crônica:
Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC);
Bronquiectasia;
Fibrose Cística;
Doenças Intersticiais do pulmão;
Displasia broncopulmonar;
Hipertensão Arterial Pulmonar;
Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

Doença cardíaca crônica:
Doença cardíaca congênita;
Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade;
Doença cardíaca isquêmica;
Insuficiência cardíaca.

Doença renal crônica:
Doença renal nos estágios 3,4 e 5;
Síndrome nefrótica;
Paciente em diálise.

Doença hepática crônica:
Atresia biliar;
Hepatites crônicas;
Cirrose.

Doença neurológica crônica:
Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: Acidente Vascular Cerebral, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;
Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
Deficiência neurológica grave.

Diabetes: Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.

Imunossupressão: Imunodeficiência congênita ou adquirida Imunossupressão por doenças ou medicamentos

Obesos: Obesidade grau III.

Transplantados: Órgãos sólidos; Medula óssea.

Portadores de trissomias: Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Warkany, dentre outras trissomias.

Continue lendo

Saúde

Santa Casa recebe emenda do deputado federal Pedro Westphalen

 

Nesta manhã, o Vereador Glenio Bolsson, ex Vereadora Miriam Suhre e a assessoria do Deputado Frederico Antunes, fizeram a entrega simbólica de uma Emenda Parlamentar, a Provedoria do Hospital Santa Casa de Caridade, no valor de R$200 mil reais, recurso esse que será utilizado na compra de equipamentos para o Bloco Cirúrgico.


O Presidente Roberto Segabinazzi, agradeceu o apoio dos Deputados Pedro e Frederico, que nesse momento tão complicado da saúde mundial, foram sensíveis com o nosso hospital e quem ganha é a nossa comunidade. Também estiveram presentes: Dra Marielene Campagnolo, Dr. João Alberto, Carlos Mello, Elizandra Severo, Tailise Ribeiro e Ciro Prates.

Continue lendo

Popular