Contato

Manchete

A MetSul Meteorologia alerta que os temporais da Argentina vão avançar para o Rio Grande do Sul

Fortes áreas de instabilidade se formaram nas últimas horas no Centro de Argentina, trazendo muitos temporais. Houve registro de vendavais e queda de granizo.

As nuvens muito carregadas trouxerem fortes tempestades na província argentina de Santa Fé. Na cidade de El Trébol, um vendaval causou estragos. Os temporais foram precedidos por calor de quase 40°C na região.

A MetSul Meteorologia alerta que os temporais da Argentina vão avançar para o Rio Grande do Sul e que os próximos dias serão de muita instabilidade no Estado com chuva freqüente e um alto risco de tempo severo. O tão esperado e necessário alívio para a estiagem virá ao custo de temporais que podem trazer estragos e transtornos em alguns municípios.

O sol apareceu em todo o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (25) com um dia tórrido no Estado, mas a nebulosidade aumenta. Frente fria ingressa no Sul e no Oeste gaúcho com chuva, localmente forte a intensa com risco de vendavais localizados e granizo isolado. A instabilidade ocorre da tarde para a noite nestas regiões, mas em locais da fronteira já não se afasta de manhã. Por isso, aquece menos no Oeste e no Sul. Nas demais regiões, sol e nuvens com tarde escaldante e máxima ao redor de 40ºC em diversas cidades. Mesmo que os modelos não indiquem instabilidade nestas áreas na quarta-feira, devido ao calor muito intenso não se descarta que se formem áreas de instabilidade muito localizadas na segunda metade do dia.

A instabilidade deve alcançar um maior número de regiões, inclusive a de Porto Alegre e área metropolitana, no decorrer da quinta-feira. O sol até aparece com nuvens ao menos em parte do dia na maioria das áreas do Estado, mas novas áreas de instabilidade devem se formar no decorrer do dia com expectativa de chuva na maior parte do Estado até o fim do dia. Como a atmosfera estará muito quente e abafada, há risco de chuva localmente forte a intensa com temporais isolados de vento forte e granizo. Algumas áreas já devem ter chuva entre a madrugada e de manhã, mas a instabilidade maior deverá ocorrer da tarde para a noite.

Na sexta-feira (27), o Rio Grande do Sul deve ter ainda chuva. A instabilidade se concentrará principalmente do Centro para o Norte do Estado ainda com risco de pancadas isoladas de forte intensidade e de temporais localizados. Só que a chuva não vai parar por aí. No fim de semana, que deve ser de alternância de sol, nuvens e chuva, a formação de áreas de instabilidade será freqüente no território gaúcho com tendência de chuva na maior parte do Estado. Vários dados indicam a possibilidade de chuva forte com altos volumes em algumas regiões. A atmosfera quente e úmida manterá o risco de ocorrência de tempo severo com tempestades localizadas em que podem ocorrer vendavais e queda de granizo.

Fonte: Blog do Juares

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Manchete

STF dá carta branca para proibição de cultos religiosos em todo o país

 

STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria, por 6 a 2, nesta quinta-feira (8) para governadores e prefeitos possam manter as restrições de estados e municípios a cultos e missas presenciais durante a pandemia da Covid-19.

“O resultado não é nenhuma surpresa. 
Uma corte, que solta da prisão investigados pela lava jato constantemente, agora se posiciona contra a Igreja e manda fechar os templos, manda fechar o socorro espiritual”, diz um comunicado de evangélicos nesta noite pelas redes sociais.

O Ministro indicado pelo Presidente Jair Bolsonaro, Min. Kassio Nunes defendeu a Igreja, defendeu os evangélicos e defendeu a liberdade religiosa, que é um direito fundamental é garantido na Constituição federal em seu artigo 5º, VI.

Vale destacar que o Ministro Dias Toffoli também votou a favor da abertura das igrejas.

Os ministros Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Cármen Lúcia consideraram que a proibição temporária e em caráter emergencial não fere a liberdade de expressão e é necessária no grave momento de crise sanitária. Nunes Marques e Dias Toffoli foram contrários.

Ainda votam Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e o presidente da Corte Luiz Fux.

Continue lendo

Manchete

Caridade receberá R$ 750 mil, conforme foi adiantado no Página 2

 

Tanto a versão da live pelo facebook, quanto na edição on line do EQ, à informação noticiada na noite desta terca-feira, foi confirmada no início da tarde desta quarta pelos demais portais e meios de comunicação.

A Santa Casa de Alegrete receberá mais R$ 750 mil para fortalecer o atendimento de pacientes com Covid-19. O repasse foi confirmado com a publicação da Portaria da Secretaria da Saúde (SES) 284/2021 no Diário Oficial do Estado, em edição extraordinária na terça-feira (30/3).

Os recursos são provenientes de uma articulação entre governo do Estado, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública e Tribunal de Contas do Estado.

Com os recursos, haverá pagamento de diárias para leitos clínicos no valor de R$ 60.000 e para leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no valor de R$ 690.000.

Conforme a secretária da Saúde, Arita Bergmann, essa verba emergencial é fruto do esforço coletivo de todos os poderes do Estado para reforçar e qualificar o atendimento à Covid-19 nos hospitais gaúchos.

“Todos os hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Rio Grande do Sul serão contemplados por este recurso, que pode utilizado pelas instituições para qualquer investimento em custeio, como compra de medicamentos e equipamentos”, explicou.

O deputado Frederico Antunes, através de sua assessoria, havia confirmado, no final da tarde desta terça-feira.

Continue lendo

Manchete

Previsão é de frio a partir desta segunda-feira no RS

Uma massa de ar frio ingressa no Rio Grande do Sul neste começo de semana. A chegada do ar mais frio já se dá a partir deste domingo pelo Oeste do território gaúcho. Esta nova massa de ar substituirá a atual quente e úmida, e vai determinar as condições do tempo ao longo da semana.

Com a chegada do outono, incursões de ar mais frio vão se tornar mais freqüentes no Sul do Brasil, mas ainda vai demorar um pouco para o frio clássico de inverno se instalar na região. Massas de ar frio de fim de março e início de abril, com efeito, não se equiparam às de inverno.

QUAL A INTENSIDADE DESTA MASSA DE AR FRIO?

Primeiramente, ar mais frio que neste domingo começa a chegar ao Oeste gaúcho e agora no começo da semana vai avançar pelo Sul do Brasil não chega a ser de forte intensidade. Pode se dizer que é uma incursão fria fraca.

A temperatura no nível de 850 hPa (nível de 1.500 metros de altitude e não superfície) estará ao redor de 8ºC a 10ºC. Para se habilitar a ser uma massa de ar frio de forte intensidade a temperatura neste nível da atmosfera deveria estar abaixo de 5ºC e perto de 0ºC.

QUAL SERÁ O ALCANCE DESTA MASSA DE AR FRIO?

A tendência, de acordo com o prognóstico da MetSul, é que a atuação do ar frio alcance diversos estados brasileiros. A massa de ar vai trazer queda de temperatura nos três estados do Sul, no Mato Grosso do Sul e em São Paulo, além de áreas costeiras do Rio de Janeiro.

VAI ESFRIAR MUITO?

Não, a resposta é um rotundo não. Com efeito, você não vai precisar ainda tirar do guarda-roupa seu vestuário de inverno sem uso desde o ano passado. A queda da temperatura, portanto, será maior nas máximas do que nas mínimas. As noites serão mais amenas, mas as tardes acabarão sendo muito mais agradáveis, encerrando a sequência de dias abafados e quentes.

A QUANTO VAI A TEMPERATURA?

Depende da região. Como haverá um sistema de baixa pressão na costa trazendo umidade para o continente, a presença de nuvens, e em alguns momentos até com chuva no Leste gaúcho, vai impedir uma queda maior da temperatura à noite. O ar deve ficar mais seco na segunda metade desta semana, o que vai propiciar noites de tempo mais aberto e com mínimas menores.

Como é comum quando há um sistema de baixa pressão na costa, ar mais seco infiltra no Oeste, no Noroeste e no Norte do Rio Grande do Sul. Por isso, não se surpreenda se nesta semana as menores mínimas ocorrerem nas áreas de Santa Rosa ou Soledade ao contrário dos Aparados da Serra que é a área de maior altitude e mais fria do território gaúcho.

Na Grande Porto Alegre, os termômetros devem indicar 14ºC a 15ºC no final da semana. Antes, entre terça e quarta, deve chover e, com isso, inibir resfriamento noturno. Por sua vez, Caxias do Sul e região devem ter entre 13ºC a 15ºC no decorrer da semana. A área de Ausentes, nos Aparados, por exemplo, pela grande nebulosidade, pode chegar a apenas 10ºC. No Noroeste, chance de marcas de 10ºC a 12ºC no final da semana. Em Santa Maria, Centro do Estado, mínimas de 14ºC a 15ºC de quarta em diante. Na Campanha, as madrugadas de quinta a sábado serão as mais frias com marcas de 10ºC a 12ºC.

VAI GEAR?

Então, os produtores rurais ainda com lavouras em fase de colheita podem ficar tranquilos. A temperatura não cairá o suficiente e tampouco a atmosfera estará muito seca a permitir geada nas áreas produtoras. Se ocorrer alguma geada será muito fraca e isolada no início de abril no Planalto Sul Catarinense e mesmo assim a probabilidade não é alta.

ESFRIA BASTANTE NO SUDESTE?

Enfim, como a região vem experimentando muito calor, o tombo da temperatura será grande. Isso, entretanto, não significa muito frio. O resfriamento será maior no Sul e no Leste de São Paulo com mínimas de 15ºC a 16ºC na capital paulista. Na cidade do Rio de Janeiro, a diferença maior será sentida nas máximas que cairão bastante com tardes bem mais agradáveis na segunda metade da semana.

 

 

 

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular