Contato

Manchete

Tempestades causam granizo e vento forte na Fronteira do RS com o Uruguai e Argentina

Entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo (27) o ambiente atmosférico muito instável, proporcionado pela formação de uma nova frente fria, uma intensa incursão de ar quente e úmido associado ao Jato de Baixos Níveis (JBN) e de perturbações no escoamento médio da troposfera, favorecem a formação de aglomerados de nuvens de tempestades associados a Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCMs), que apresentam profundo desenvolvimento vertical e que provocam temporais em pontos da Fronteira do RS com o Uruguai e em pontos da Fronteira Oeste, próximo da divisa do estado com a Argentina. 

Tormentas (tons vermelhos) com densa quantidade de raios (pontos brancos) visto em sequência de imagens do canal Infravermelho do satélite Goes-16.

No Sul gaúcho, municípios como Candiota e Pedras Altas registraram a ocorrência de precipitação de granizo nas últimas horas. Outros pontos de municípios como Herval, Hulha Negra, Pedro Osório, Arroio Grande e Jaguarão, também podem ter registrado a ocorrência do fenômeno, que de maneira geral não chegou a provocar estragos. Em Pelotas também no sul gaúcho, um temporal por volta da meia noite, causou rajadas de vento de até 80 km/h. O risco de novos temporais com chuva forte acompanhada de muitas trovoadas, ventos pontualmente muito intensos e eventual precipitação de granizo, segue nas próximas horas, sobretudo em pontos do sul, oeste, leste e centro gaúcho e se estende pelas demais regiões ao longo deste domingo, incluindo a Grande Porto Alegre, Serra, Norte e Noroeste gaúcho. 

Granizo no munícipio de Pedras Altas pouco antes das 22h. Foi pelo menos a segunda ocorrência do fenômeno no mesmo dia na região. Registro de Jennifer Paula. 

Veja como deve ficar o tempo em algumas cidades neste domingo (27):

Capital: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 24°C.
Pelotas: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 18°C e máxima de 20°C.
Caxias do Sul: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 23°C.
Santa Maria: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 18°C e máxima de 25°C.
Santa Rosa: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 20°C e máxima de 26°C.
Erechim: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 31°C.
Uruguaiana: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 16°C e máxima de 24°C.
Torres: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 24°C.
Rio Grande: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 17°C e máxima de 20°C.
Mostardas: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 18°C e máxima de 20°C.
Passo Fundo: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 27°C.
Bagé: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 15°C e máxima de 22°C.
Tramandaí: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 22°C.
Xangri-Lá: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 23°C.
Capão da Canoa: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 19°C e máxima de 23°C.
São Borja: chuva a qualquer hora do dia. Mínima de 18°C e máxima de 26°C.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Hoje é dia de conferir as atrações da Cia do Carro

 

Continue lendo

Canal Em Questão

Facebook censura a live Página 2

Acompanhe o vídeo abaixo…e saiba mais…

Continue lendo

Cidade

Campanhas pretendem ajudar população em vulnerabilidade

A Prefeitura de Alegrete, através das Secretarias de Promoção e Desenvolvimento Social e da Secretária de Saúde, em parceria com a Câmara de Vereadores e a UABA lançam as campanhas “Unidos contra a fome”, “Vacinação solidária” e “Campanha do Agasalho 2021”, com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e agasalhos para as famílias em situação de vulnerabilidade social do município.

A “Vacinação Solidária” é uma campanha que estimula as pessoas que forem receber a vacina contra Covid-19 a doarem um quilo de alimento não perecível, os pontos de coleta estarão em todas as UBSs com salas de vacina. Já a “Campanha do Agasalho 2021” e a campanha “Unidos contra a fome” terão pontos de coleta por toda a cidade.

“Essas campanhas são muito importantes para darmos um suporte extra às famílias mais vulneráveis nesse momento difícil. A pandemia agravou a situação de muitas pessoas, mas através da solidariedade dos alegretenses podemos amenizar um pouco essa situação. A Campanha do Agasalho por exemplo é uma ação que dá certo há muitos anos e fundamental na nossa cidade devido ao nosso clima frio”, ressaltou Iara Caferatti Gonçalves Fagundes.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular