Pais não querem retorno das aulas no curto prazo

 

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, realizou, entre os dias 14 e 27 de julho, uma pesquisa de opinião com os pais ou responsáveis pelos alunos da rede municipal de ensino sobre o retorno das aulas.

O levantamento contou com a participação de 3.105 pais ou responsáveis e apontou que 72,2% não querem o retorno das aulas este ano, 12,2% acham que as atividades devem retornar em setembro, 11,6% em outubro e 4% querem um possível retorno em agosto.

Na mesma pesquisa, 88,1% concordam em continuar recebendo atividades não presenciais até o final do ano e, destes, 23% querem receber as atividades tanto de forma física quanto por meio de mídias digitais.

A secretária Marcia Dornelles disse que respeita a decisão dos pais, porém a secretaria é subordinada ao Conselho Nacional de Educação via Ministério da Educação e governo do Estado. “Se essas instâncias decidirem pelo retorno, a escola estará aberta para aqueles pais que entenderem ter condições de mandar seus filhos”.

Enquanto isso, os alunos vão seguir recebendo atividades pedagógicas e mantendo interação com os professores via WhatsApp. Nos meses de agosto e setembro, devido ao crescente números de casos de Covid no município, as atividades, que são quinzenais, passarão a ser mensais, visando diminuir o fluxo de pais que vão até as escolas buscar o material.  

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *