Contato

Em Campo

INMET prevê entrada de massa fria em todo o RS

 

🥶 ❄️ FRIO INTENSO | MASSA DE AR POLAR TRARÁ TEMPERATURAS NEGATIVAS E GEADAS FORTES NO RIO GRANDE DO SUL

 

🌬️ No decorrer desta segunda-feira (13), o ingresso de uma intensa massa de ar polar pela Argentina e Uruguai, deve derrubar as temperaturas no RS. Logo no amanhecer, as temperaturas já baixam dos 5°C em toda metade sul gaúcha e se aproximam dos 0°C na fronteira com o Uruguai. Durante o dia, mesmo com a presença do sol a temperatura se mantém baixa, com acentuada sensação de frio por causa do vento minuano que sopra com rajadas acima de 40 km/h em alguns momentos, sobretudo na Serra do Sudeste e litoral. No período da noite, o frio se acentua em todas as regiões do estado e em muitos pontos, as menores temperaturas do dia devem ser registradas neste período.

⚠️ ⛄ Na terça-feira (14/07), o resfriamento será ainda mais intenso e as temperaturas devem descer a valores abaixo de 0°C em várias regiões do RS, como em áreas da Campanha, Sul, Centro, Serra e baixadas da metade norte gaúcha. Em algumas localidades, principalmente em topos (locais altos e descampados) da Serra do Sudeste, a temperatura negativa deve vir acompanhada de vento, o que proporcionará uma sensação térmica ainda menor do que a temperatura registrada pelos termômetros. É importante destacar que, a temperatura negativa acompanhada de ventos, provoca congelamento de superfícies líquidas expostas a ação do vento, além de trazer risco para a ocorrência de um fenômeno denominado “geada negra”, que é a geada mais nociva às culturas, pelo fato de congelar a seiva das plantas e causar danos maiores, dependendo das condições de resistência de cada cultura. No período da tarde, as temperaturas permanecem baixa com máximas abaixo dos 15°C em quase todas regiões do estado e abaixo dos 10°C nas partes mais altas da campanha, sul e serra.

⚠️ 🌡️🥶 Na quarta-feira (15/07), o ar frio e seco estável associado a massa de ar polar deve favorecer a temperaturas mínimas expressivas em áreas de baixadas e locais de menor altitude. As temperaturas podem descer a valores negativos com geadas amplas em várias regiões do estado. Em baixadas da Serra do Sudeste (de Pinheiro Machado, Pedras Altas e arredores), Campos de Cima da Serra (de Ausentes, Bom Jesus e arredores), Serra do Botucaraí (de Soledade e arredores) as temperaturas mínimas podem chegar a valores entre -8/-6°C, não se descartando valores menores em algumas localidades destas regiões. Em baixadas da Serra Gaúcha (de Canela, Farroupilha e etc) a mínima pode alcançar valores entre -7/-5°C.

➡️ Nas baixadas de menor altitude da campanha (de Quaraí, Livramento e arredores) e do norte gaúcho (Serafina Corrêa e arredores), a temperatura mínima pode oscilar entre -6/-4°C. Em algumas localidades de baixa altitude do sul gaúcho (regiões periféricas de Pelotas, Pedro Osório, Arroio Grande e arredores) valores entre -5/-3°C podem ser observados. Já em baixadas da faixa leste (de Teutônia, Nova Santa Rita e arredores), as temperaturas devem ficar entre -4/-2°C. As projeções indicam inclusive que as temperaturas podem descer a valores negativos até mesmo em pontos do litoral sul (Rio Grande, Chuí e arredores), orla da Lagoa dos Patos (Barra do Ribeiro e arredores) e Região Metropolitana de Porto Alegre (Canoas, Campo Bom e arredores), além de algumas localidades do oeste e centro.

❗É importante destacar que regiões de baixadas, como mencionado no texto da previsão, se referem a lugares com relevo mais íngreme ou acidentados, uma vez que conseguem se proteger da ação dos ventos e ainda conseguir acumular ar frio em noites estáveis, entre os quais, pode se citar locais de vales, terrenos próximos a arroios/sangas e locais mais baixos com barreiras orográficas no entorno. Nestas situações de ar frio estável, isto é, sem vento e com céu limpo, o ar frio por ser mais denso tende a escoar das partes altas e se acumular nesses locais baixos. Por esse motivo, regiões de maior altitude ou mais expostas a ação dos ventos, acabam tendo temperaturas mais elevadas nessas situações!!

🔼 🔥 Na tarde de quarta-feira, as temperaturas se elevam um pouco mais, mas mantém a sensação de frio durante o dia. A partir de quinta-feira (16/07), as temperaturas se elevam gradativamente e o calor retorna ao estado, sobretudo no final de semana (a partir do dia 18/07), com marcas próximas ou até superiores aos 30°C em alguns municípios.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Em Campo

Exposição Agropecuária será reformulada para se adequar à pandemia

O presidente do Sindicato Rural de Alegrete, Luiz Plastina Gomes e demais diretores vem trabalhando numa formatação alternativa para a realização da 78ª edição da Exposição Agropecuária de Alegrete.

O evento tradicional, que sempre ocorre na metade do mês de outubro, tem fomentado reuniões semanais, reunindo produtores e expositores que deverão participar da feira.

O objetivo é planejar um formato reduzido do evento e que se adeque às exigências sanitárias e epidemiológicas em virtude da pandemia do Coronavírus.

A diretoria do Sindicato está dando prosseguimento à programação de remates que ocorrerá em outubro, no Parque Dr. Lauro Dornelles.

O objetivo é de que pelo menos aconteça a comercialização de animais através de leilões.

#SindicatoRural #ExpofeiraDeAlegrete #remates #leilões #genetica #pecuaria #somostodosagro #agro

Continue lendo

Em Campo

Geada marca o amanhecer em Alegrete

Cenas de campos brancos encobertos pela fina camada de gelo dão o tom desta quinta-feira no município.

O mês de agosto está chegando e julho foi um mês com todos os climas do ano. Chuva, calor, temperaturas negativas e até dias de brisa e temperatura na casa dos 20 graus centígrados.

As imagens desta manhã gelada com temperatura de zero grau são de Sérgio Dornelles.

Continue lendo

Em Campo

Gafanhotos se aproximam da fronteira do Brasil

A nuvem de gafanhotos que está na província de Corrientes, Argentina, pode chegar na próxima quarta-feira ao Rio Grande do Sul, segundo técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado.

O movimento migratório dos insetos foi impulsionado pela onda de calor que atingiu a região no último fim de semana.

Até a manhã de hoje, estimava-se que a nuvem esteja a 120 km ou 130 km da fronteira brasileira, do município gaúcho de Barra do Quaraí.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular