Contato

Cidade

Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário enviou nota à comunidade

NOTA À COMUNIDADE ALEGRETENSE
O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Alegrete, vem a público manifestar-se contrário a iniciativa de paralisação dos serviços das Empresas de Transporte Público Coletivo Urbano.
Destaca que o Sindicato é parceiro na busca de soluções ao Sistema de Transporte Público do Município visando a maior qualidade e eficiência do serviço, bem como a diminuição da pressão a que é submetido o operador da frota no dia-a-dia, inclusive lançando carta a população e reunindo-se com poderes legislativo e executivo e, ainda empresários do setor na construção de alternativas de pequeno e médio prazos à solução dos problemas em voga, instigando inclusive a sociedade para o debate da Mobilidade Urbana, em especial, no momento em que se vive talvez a maior crise na saúde pública dos tempos modernos.
Embora reconheça a grande dificuldade na prestação do serviço, cumpre ao Sindicato o dever de zelar pela manutenção do emprego de seus representados (motoristas, cobradores e pessoal de apoio), parte mais fraca da relação e atualmente com um patamar salarial mais baixo dos últimos anos, entende que as dificuldades encontradas estão contempladas no risco do negócio, onde se tem o bônus e também o ônus, com larga vantagem ao primeiro, e os últimos 60 (sessenta) anos mostram isto, por isto compensador.
Cabe referir que as Empresas, segundo depreende-se são concessionárias do serviço de transporte público no município de Alegrete, portanto, exercem atividade de interesse público e fundamental. Interesses que se sobrepõe a qualquer outro interesse individual ou coletivo, portanto, não podem simplesmente de uma hora para outra afastarem-se sem qualquer prévio aviso ou prazo viável que permita ação ordenada do Poder Concedente, responsável pelo serviço, principalmente porque tal decisão afeta também o desenvolvimento de outros serviços indispensáveis como o da saúde, por isto considerados essenciais, pois tratam das relações humanas. É fato notório que a suspensão abrupta dos serviços de transporte coletivo urbano vai afetar principalmente as camadas mais necessitadas do município, diante dessa realidade causa perplexidade e inconformidade que um serviço essencial dessa magnitude, possa ser suspenso compulsoriamente. O momento exige a consciência de que antes dos interesses individuais se deve preservar os interesses da coletividade, se deve atender à população destinatária do serviço. Por isto o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Alegrete embora solidário com o pleito de melhoria das condições de trabalho tanto de empreendedores como de empregados, não avaliza a decisão deliberada de paralisação abrupta do serviço, sendo que já acionou o Ministério Público do Trabalho para interceder pela garantia deste direito fundamental.

DIRETORIA DA STTRAL/RS

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Prefeitura Municipal lança edital para concessão do Quiosque da Praça Getúlio Vargas

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Administração – Diretoria de Suprimentos e Gestão de Materiais, tornou público o edital de licitação, na modalidade de pregão, referente a concessão do Quiosque, localizado na Praça Getúlio Vargas de Alegrete.

O pregão presencial está previsto para o dia 05/02, a partir das 10h com o credenciamento, na Divisão de Abastecimento da Prefeitura Municipal. A abertura da sessão está prevista para às 11h.

As informações e documentações necessárias para participar do processo licitatório estão dispostos no site da prefeitura. Para baixar o edital, basta seguir o passo a passo:

1) Acesse o site da prefeitura www.alegrete.rs.gov.br;
2) Clique no link “LICITAÇÕES”;
3) Acesse o link do documento “concessão de uso do Quiosque da Praça Getúlio Vargas”;
4) Clicar no link “Edital de Abertura”;
5) Ao abrir a aba, preencha os dados necessários. Ao finalizar clique em “enviar”;
6) Após será aberta uma nova guia disponibilizando o edital para baixar.

O Contrato prevê a concessão de 5 anos (60 meses), com o valor mínimo de R$ 4.500,00, podendo ser estendida por mais cinco, totalizando 10 anos (120 meses).

Assim que for emitido o edital pela internet, é necessário preencher o “recibo de retirada de edital pela internet” e enviar pelo fax (55) 3961-1684 ou [email protected]

Continue lendo

Cidade

Prefeitura entrega ao governador Eduardo Leite projeto de finalização das obras do aeroporto de Alegrete

O prefeito em exercício, Jesse Trindade, entregou em mãos ao governador Eduardo Leite, na manhã de quinta-feira (21/01), no Palácio Piratini, documento com uma das mais importantes demandas estruturais de Alegrete: as obras do aeroporto Regional Gaudêncio Ramos.

O prefeito em exercício entregou um documento detalhado a respeito da necessidade de finalização da obra. “Esmiuçamos o processo todo ao governador e vejo com muita clareza que o projeto precisa ser levado adiante pela obstinação da nossa gestão e do prefeito Márcio Amaral”, diz Jesse.

  Para Jesse, o aeroporto tem grande importância, não só para a cidade e para a região, mas para todo o Estado. “Temos o apoio de 16 municípios e de nove universidades em um projeto que atinge cerca de 650 mil pessoas. “A expectativa é de que circulem milhares de passageiros por ano e o município gere empregos, diretos e indiretos”, vislumbra .

O principal objetivo do encontro foi reforçar o diálogo com o Estado para viabilizar verdadeiras demandas estruturais do aeroporto nos aspectos de asfalto, acesso ao local, recapeamento da atual pista, iluminação para pousos noturnos, melhorias no cercamento de toda área e reparos no hangar construído em 1993. “É fundamental a parceria com o Governo do Estado, no sentido de nos apoiar junto ao Governo Federal, e dividir conosco essa obra”,

Continue lendo

Cidade

Cozinha comunitária aumenta produção para atender carentes

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, promoveu na quinta-feira, dia 21, uma importante reunião para intensificar ações de enfrentamento a pobreza que serão desenvolvidas na Cozinha Comunitária, com aumento da produção e distribuição de marmitas solicitadas pelos serviços assistenciais para combater às desigualdades sociais no município.

A secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Iara Caferatti esteve reunida com a coordenadora da Cozinha Comunitária, Karen Perez, a diretora de Proteção Social, Gizelda Thaddeu e a técnica social Daniela Haerter.

Durante a pandemia, a Cozinha Comunitária já vinha ampliando na pandemia para auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade. “O fim do auxílio emergencial vai impactar na redução da renda de muitos alegretenses e precisamos agir. O prefeito Márcio está muito preocupado com a crise social e econômica provocada pelo novo coronavírus, que só fez acentuar as desigualdades”, comenta Iara.

Segundo a secretária, já foram distribuídas até o momento 4.830 refeições somente para o circo desde 23/03/2020,  a cozinha atende as cooperativas de catadores de material reciclado e famílias extremamente vulneráveis, indicadas pelo CRAS de referência com 320 refeiçoes diárias de segunda a sexta. “Um bom exemplo é o circo Fox, instalado em Alegrete desde março de 2020 e que vem recebendo atendimento com a distribuição de marmitas para seus integrantes”, enfatiza.

Continue lendo

Popular