Contato

Corona Vírus

Computação em nuvem garante continuidade dos serviços de prefeituras gaúchas 

Aplicativos de mensagens instantâneas, delivery de comida e produtos variados. Aulas online. Reuniões à distância. O armazenamento e o trânsito de dados em nuvem (cloud computing) tem possibilitado a pessoas de todo o mundo enfrentar a pandemia do coronavírus com mais comodidade. No Rio Grande do Sul, essa mesma tecnologia possibilita que mesmo na quarentena prefeituras mantenham em funcionamento serviços essenciais, que podem ser acessados de casa tanto pelos servidores públicos quanto pela população, utilizando qualquer equipamento conectado à internet.

Em Bento Gonçalves, por exemplo, as ferramentas de gestão em nuvem possibilitaram que trabalhando de casa os servidores fizessem a folha de pagamentos de ativos e inativos e lançassem os empenhos de despesas. A contadora Michele Gasperin Piletti conta que também em regime de home office foi possível fazer a prestação de contas do município, que tem mais de 95 mil habitantes.

Segundo o secretário Adjunto de Finanças, Heitor André Tártaro, as ferramentas virtuais tem sido suficientes para atender aproximadamente 90% da demanda, que registrou retração durante o período da quarentena. Ele acredita ainda que o impacto da pandemia vá levar os administradores a “repensar as formas de atendimento e utilizar ainda mais os canais virtuais”.

Já em Panambi cerca de 100 servidores estão trabalhando em regime de home office. São funcionários das áreas administrativas, principalmente do setor de recursos humanos, e da Secretaria da Fazenda, incluindo a parte de tributação. Segundo o secretário Municipal de Administração, Andre Alves Batista, o isolamento social aumentou muito a demanda de serviços. “Em especial a parte tributária, com emissão de alvarás, guias de pagamento e outros documentos”, comenta.

De acordo com ele, o atendimento à distância tem resolvido 90% dos casos no município de pouco mais de 43m mil habitantes. Toda a parte tributária, por exemplo, continuou funcionando normalmente, pois a população foi orientada a usar o portal de autoatendimento e o aplicativo Atende.net, criado pela IPM Sistema e pelo qual é possível acessar e resolver uma série de serviços via smartphonestablets e computadores pessoais. “Analisamos que muitos dos cidadãos que não usavam as ferramentas do portal de autoatendimento passaram a fazer por força do contexto atual. Entenderam a facilidade do uso e passarão a usar continuamente, sem a necessidade de ir pessoalmente até a prefeitura”, conta o secretário.

Batista conta que Panambi passou a utilizar o sistema de gestão em nuvem em 2015. “Desde então o atendimento melhorou de forma significativa. As facilidades oferecidas pelo sistema são muitas, em especial na área fazendária, tornando muito mais ágil e prático o processo de consultas e serviços para emissão de documentos, alvarás, certidões, entre outros. Outra questão muito importante, que tem sido sempre alvo de elogios, é a facilidade de acesso e informações aos fornecedores”, ressalta.

Ao adotar a gestão pública digital, a prefeitura otimizou serviços, já que grande parte do atendimento ao público deixou de ser feito presencialmente. Isso permitiu a realocação de pessoas e o investimento em outras áreas. Outra vantagem veio com o sistema de georreferenciamento incluído no software da IPM, que permitiu uma melhora no controle do IPTU, garantindo anualmente um ganho real na arrecadação.

Exemplo semelhante acontece em Candelária, onde vivem aproximadamente 32 mil habitantes. Secretária de Saúde, Grazieli Juliana Priebe diz que a digitalização dos processos trouxe um grande benefício. “Conseguimos acompanhar em tempo real todos os atendimentos aos cidadãos. Hoje temos diariamente 140 profissionais atendendo em 100% das nossas unidades com prontuário eletrônico. Em média, desde a implantação em 2008 até o fim de março de 2020, temos uma movimentação de mais de 44 milhões de procedimentos no Atende.net Saúde. Entre os procedimentos realizados estão consultas, exames, vacinas, internações hospitalares, distribuição de medicamentos, pacientes transportados para os hospitais e centros de referência”, destaca. Isso ajuda ainda a fazer um maior controle das ações e serviços de saúde efetuados pelo município, algo que facilita a prestação de contas e os relatórios obrigatórios para o Ministério da Saúde, além de dar maior transparência para a população – já que toda a listagem de consultas e exames solicitados com a data do agendamento fica disponível no site da prefeitura.

Na avaliação do secretário de Administração de Candelária, Dionatan Tavares da Silva, a digitalização assegurou o aumento no número de procedimentos administrativos e um maior controle sobre eles. “Hoje não temos mais perda de documentos. Sabemos em tempo real onde está cada documento, cada arquivo, e podemos ter uma cobrança mais efetiva sobre o andamento do trabalho. Temos também a assinatura digital e a organização e controle de relatórios que nos ajudam a fortalecer uma boa gestão pública”, conclui.

Outras cidades gaúchas que investiram na digitalização de serviços são Alvorada, Estrela, Gravataí, Guaíba, Santa Rosa e Sobradinho, entre outras. Além do Rio Grande do Sul, outros municípios de pequeno, médio e grande porte em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo também mantêm serviços digitais em funcionamento. 

Os sistemas de gestão são muito importantes, por exemplo, para o setor de compras, contabilidade e pagamento de fornecedores, gestão de pessoal e atendimentos nos postos de saúde e UPAs das cidades, que não podem parar mesmo diante de uma pandemia. Entre as tarefas executadas estão a aquisição de materiais para a área de saúde (máscaras, luvas e medicamentos) e até a organização da folha de pagamentos do funcionalismo. 

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Corona Vírus

Registrados 7 casos positivos de Covid-19 e 2 pacientes recuperados

Nesta quinta-feira, 24, foram registrados 7 casos positivos de Covid-19 e 2 pacientes recuperados. Os positivos são 4 mulheres e 3 homens, com idades entre 28 e 76 anos, todos em isolamento domiciliar.
São 587 casos confirmados, com 520 recuperados, 52 ativos (51 em isolamento domiciliar e 01 hospitalizado) e 15 óbitos.
Foram 6.292 testes realizados, sendo 5.705 negativos e 587 positivos. Neste momento não há pessoas aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 170 pessoas.
Continue lendo

Corona Vírus

O óbito do fim-de-semana deu negativo para Covid-19

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Nesta segunda-feira, 21, foram registrados 8 casos positivos de Covid-19 e 2 pacientes recuperados em Alegrete. Os positivos são 4 mulheres e 4 homens, com idades entre 15 e 63 anos, 6 estão em isolamento domiciliar e 2 hospitalizados.

Agora são 568 casos confirmados, com 500 recuperados, 53 ativos (49 em isolame e 4 hospitalizados) e 15 óbitos.

São 6.192 pessoas testadas, sendo 5.617 negativos, 568 positivos e 7 aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 189 pessoas.

O resultado do exame da mulher que veio a óbito no domingo deu negativo. Nesta segunda, ocorreu o óbito de um homem que estava hospitalizado, foi coletado material e enviado ao laboratório.

Continue lendo

Corona Vírus

Paciente de São Borja morre de Covid-19 na Santa Casa

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Neste sábado , 19, foi registrado um caso positivo de Covid-19. Trata-se de um homem de 38 anos que está em isolamento domiciliar. Também neste sábado, uma mulher de 60 anos, da cidade de São Borja, que estava internada na UTI Covid, veio a óbito.

Com isso, são 560 casos confirmados, com 498 recuperados, 47 ativos (45 em isolamento domiciliar e 2 hospitalizados) e 15 óbitos.

São 6.151 pessoas testadas, sendo 5.581 negativos, 560 positivos e 10 aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 180 pessoas.

Continue lendo

Popular