Contato
imagem

Manchete

Mais de 170 kg de maconha apreendidos em Livramento

Já são mais de duas toneladas de drogas apreendidas pela PRF no Rio Grande do Sul neste ano

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 173,5 quilos de maconha em um carro no começo da tarde desta quarta-feira (12), na BR 158, em Santana do Livramento. A condutora foi presa.

Durante atividades de fiscalização de trânsito, policiais rodoviários federais abordaram um Gol com placas de Belo Horizonte que chegava em Santana do Livramento. Ao vistoriarem o automóvel, encontraram 173,5 quilos de maconha junto ao banco traseiro e no porta-malas.

A condutora do veículo, uma mulher de 24 anos, disse aos policiais que pegou o veículo na cidade de Frederico Westphalen, mas não quis dizer onde entregaria o entorpecente. Ela foi presa e encaminhada, com a droga e o veículo que foram apreendidos, à polícia judiciária local.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Manchete

Calorão de 40º pode provocar forte temporal com vendaval no estado

 

Alerta emitido pela MetSul aponta que sexta-feira pode marcar chegada de temporal com vendaval, forte chuva e queda de raios do Rio Grande do Sul

Na noite desta quinta-feira, 24 de setembro, a MetSul Meteorologia emitiu um alerta para complexo cenário sexta-feira e domingo. Segundo a publicação, cenário trará calor muito intenso para parte do Rio Grande do Sul, vento forte a intenso e risco de registro de temporais, alguns fortes a severos, com potencial de vendavais e granizo em perigoso cenário de tempo severo.

Ainda de acordo com a MetSul, as mudanças do tempo já devem ocorrer a partir desta sexta, mas não em todo o Estado, devendo a instabilidade afetar todas as regiões gaúchas ao longo do fim de semana, especialmente no domingo.

Em Camaquã, a temperatura mais alta deve ser registrada no sábado, dia 26: 27ºC na parte da tarde. Na sequência, a região terá pancadas de chuva esparsas, até a chegada do temporal, entre sábado e domingo.

Em vídeo, a meteorologista Estael Sias trouxe o alerta para todo o Estado. Assista:

Segundo a MetSul, uma massa de ar muito quente está ingressando no Rio Grande do Sul a partir do Norte da Argentina e elevou a temperatura para 32,3ºC nesta quinta-feira em Santa Rosa, Noroeste gaúcho. O fluxo de ar quente para o Estado vai aumentar entre esta sexta e, sobretudo, o sábado à medida que uma corrente de jato em baixos níveis, transportando ar quente, tende a se intensificar e atuar sobre o território gaúcho. Esta corrente de vento a cerca de 1.500 metros de altitude ganha força a partir do sábado e, especialmente, no domingo sobre o Estado.

As projeções dos modelos indicam esta corrente de jato com intensidade atipicamente forte com vento de até 120 km/h a cerca de 1.500 metros de altitude.

Com isso, há risco de vento Norte com rajadas fortes a ocasionalmente até intensas de vento do quadrante Norte durante o fim de semana, especialmente na região de Santa Maria, nos vales e na Metade Norte gaúcha. Há risco de forte vento do quadrante Norte ainda nos estados de Santa Catarina e do Paraná, especialmente no Oeste, assim como no Mato Grosso do Sul e no Paraná no domingo.

A MetSul Meteorologia alerta para complexo cenário meteorológico entre esta sexta-feira e o domingo que trará calor muito intenso para parte do Rio Grande do Sul, vento forte a intenso e risco de registro de temporais, alguns fortes a severos, com potencial de vendavais e granizo em perigoso cenário de tempo severo. As mudanças do tempo já devem ocorrer a partir desta sexta, mas não em todo o Estado, devendo a instabilidade afetar todas as regiões gaúchas ao longo do fim de semana, especialmente no domingo.

Confira detalhadamente com os mapas do tempo no estado da 
Met Sul Meteorologia .

Ar muito quente está ingressando no Rio Grande do Sul a partir do Norte da Argentina e elevou a temperatura para 32,3ºC nesta quinta-feira em Santa Rosa, Noroeste gaúcho. O fluxo de ar quente para o Estado vai aumentar entre esta sexta e, sobretudo, o sábado à medida que uma corrente de jato em baixos níveis, transportando ar quente, tende a se intensificar e atuar sobre o território gaúcho. Esta corrente de vento a cerca de 1.500 metros de altitude ganha força a partir do sábado e, especialmente, no domingo sobre o Estado.

As projeções dos modelos indicam esta corrente de jato com intensidade atipicamente forte com vento de até 120 km/h a cerca de 1.500 metros de altitude. Com isso, há risco de vento Norte com rajadas fortes a ocasionalmente até intensas de vento do quadrante Norte durante o fim de semana, especialmente na região de Santa Maria, nos vales e na Metade Norte gaúcha. Há risco de forte vento do quadrante Norte ainda nos estados de Santa Catarina e do Paraná, especialmente no Oeste, assim como no Mato Grosso do Sul e no Paraná no domingo.

Projeção de vento a 1.500 metros de altitude do modelo GFS para sábado à noite

Projeção de vento a 1.500 metros de altitude do modelo GFS para madrugada do domingo

Projeção de vento a 1.500 metros de altitude do modelo GFS para meio-dia de domingo

A influência deste corredor de vento na baixa troposfera deverá se dar igualmente com a temperatura. Ar muito quente invade o Estado e traz calor muito intenso, em jornada mais típica de muito calor de verão, especialmente no Norte e no Noroeste gaúcho. São esperadas marcas de 37ºC a 38ºC na Fronteira Oeste e no Noroeste, não se descartando mesmo registros perto de 40ºC em alguns pontos. Em cidades do Norte, mesmo de maior altitude, como do Planalto Médio e Alto Jacuí, as máximas podem alcançar entre 32ºC e 34ºC no sábado.

Projeção de temperatura do modelo WRF para a tarde de sábado

No Sul e no Leste do Rio Grande do Sul, por instabilidade, não se espera aquecimento com tal magnitude e em algumas cidades sequer faz calor. Por conta da atuação muito forte do jato, a madrugada e a manhã do domingo pode anotar temperatura atipicamente alta em diversas cidades do Centro e o Norte do Rio Grande do Sul, até ao redor de 30ºC em vales e encostas da Serra.

Esta instabilidade é o ponto mais difícil do prognóstico. O modelo de alta resolução regional WRF, em projeção que não é acompanhada pelos modelos globais, indica que entre a tarde e noite desta sexta-feira se formaria uma frente quente no Rio Grande do Sul. Sinaliza chance de instabilidade isolada entre o Oeste e o Centro gaúcho depois atingir o Sul e o Leste gaúcho no final do dia e no começo do sábado.

Projeção de instabilidade do modelo WRF para 0h de sábado

As frentes quentes, por regra, trazem chuva forte isolada, raios e granizo isolado, risco que não está descartado no Sul e no Leste gaúcho no final da sexta e durante o sábado, quando este sistema deve se intensificar nestas regiões.

O dia crítico para tempo severo no Rio Grande do Sul será o domingo, quando uma frente fria vai avançar pelo Estado, encontrando massa de ar muito quente com valores de pressão atmosféricos baixos e ainda sob a presença de intensa corrente de jato em baixos níveis. Esta frente fria começa a ingressar pelo Oeste a partir da madrugada e na primeira metade do domingo já alcança grande parte do território gaúcho. Conforme os dados analisados pela MetSul, há a possibilidade de formação de linha de tempestades, o que agrava o risco de vendavais.

Projeção de instabilidade do modelo WRF para 3h do domingo

Projeção de instabilidade do modelo WRF para 9h de domingo

A MetSul Meteorologia adverte que no deslocamento desta frente fria pelo Rio Grande do Sul durante o domingo se espera chuva em todas as regiões, sem volumes altos na maioria das localidades, mas com ocorrências de chuva localmente forte a intensa por conta de temporais. Algumas tempestades podem ser fortes a severas com potencial de granizo e vento.

Se nos últimos episódios de tempo severo no estado gaúcho, a MetSul indicou granizo como o maior risco, desta vez a maior preocupação é com vento. Há um alto risco de vendavais no deslocamento deste sistema e que, isoladamente, podem ser muito fortes e com potencial de danos. Ante a presença da corrente de jato em baixos níveis muito intensa, o cenário pode se tornar propício a atividade tornádica. Porto Alegre e a região metropolitana estão entre as áreas de risco de tempo severo, assim como grande parte do Rio Grande do Sul.

Com a instabilidade associada à frente fria, a temperatura declina e as cidades que tiveram muito calor no sábado à tarde terão marcas muito menores no mesmo horário no domingo. Ar mais frio ingressa no começo da semana na sequência da frente fria, mas não se trata de uma massa de ar frio de maior intensidade e o resfriamento será modesto na maioria das áreas com mais frio na madrugada da terça no Sul gaúcho e fronteira com o Uruguai.

Créditos : Met Sul Meteorologia ( Previsão completa do tempo no Rs)

Continue lendo

Corona Vírus

Registrados 7 casos positivos de Covid-19 e 2 pacientes recuperados

Nesta quinta-feira, 24, foram registrados 7 casos positivos de Covid-19 e 2 pacientes recuperados. Os positivos são 4 mulheres e 3 homens, com idades entre 28 e 76 anos, todos em isolamento domiciliar.
São 587 casos confirmados, com 520 recuperados, 52 ativos (51 em isolamento domiciliar e 01 hospitalizado) e 15 óbitos.
Foram 6.292 testes realizados, sendo 5.705 negativos e 587 positivos. Neste momento não há pessoas aguardando resultado. Em observação com síndrome gripal são 170 pessoas.
Continue lendo

Manchete

Deputado Zucco gestiona volta de voos internacionais ao Salgado Filho

Os voos internacionais deverão voltar ao Aeroporto Salgado Filho em breve. O assunto foi tema da audiência do deputado estadual Tenente-Coronel Zucco esta semana com o General Hamilton Mourão, Vice-Presidente da República, em Brasília. Durante o encontro, Mourão ligou para o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, da Infraestrutura (Minfra) e com o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres. A pedido do Vice-Presidente, Zucco foi recebido depois nos dois órgãos. Lá entregou documentos, entre eles, a reivindicação por escrito para a reabertura .


Desde 30 de marços estão proibidas as chegadas de voos internacionais a Porto Alegre. A portaria, no entanto, expira no dia 26 (sábado). O parlamentar lembrou que a Covid-19 encontra-se estável no RS e que outros Estados já tiveram os voos liberados. “Alguns hospitais estão flexibilizando vagas exclusivas da pandemia para outras especialidades, o que é um ótimo indício. O transporte aéreo é fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado e o veto causou enormes prejuízos às já combalidas finanças gaúchas”, conclui o Tenente-Coronel Zucco.

Crédito
Arquivo Pessoal/Deputado Zucco

Continue lendo

Popular