Contato
imagem

Em Campo

Efeitos dos agrotóxicos na saúde dos trabalhadores em debate

O uso de defensivos foi o tema da 13ª audiência publica do Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos Agrotóxicos com o apoio da 10º Coordenadoria Regional de Saúde do Trabalhador (CEREST- Oeste), realizada no Centro Cultural de Alegrete.

Na abertura o Procurador da República Rodrigo Valdez Oliveira, coordenador do Fórum, destacou que esta foi a décima terceira audiência pública realizada no Estado. A primeira foi em 9 de abril de 2015, em Ijuí, “O objetivo primordial desta audiência pública foi o de ouvir a sociedade, a população, os trabalhadores e produtores rurais, a fim de conhecer a realidade e os problemas do uso de agrotóxicos na região”, afirmou.

A palestrante foi a Drª Iara Denise Endruweit Battisti, Doutora em Epidemiologia e Professora na UFFS- Campus Cerro Largo, que falta veracidade na propaganda da indústria química e governos.

“Muitas vezes os cuidados com o uso do agrotóxico acorrem apenas na aplicação e não nas outras atividade em que há manipulação, como na aquisição, transporte, armazenamento, devolução das embalagens vazias e na lavagem de roupas e equipamentos”, disse a palestrante.

Segundo ela, “uma pesquisa feita em Cerro Largo realizada com 113 trabalhadores, aponta que 87% estão expostos a mais de 10 anos, a maioria diz ter recebido treinamento, apesar disso metade diz ter duvidas sobre o manuseio e utilização correta dos Agrotóxicos. 37% já tiveram problemas como dores de cabeça, náuseas, irritações nos olhos e pele entre outros sintomas relacionados a intoxicação pelo uso ou exposição aos produtos”, alertou.

A pesquisadora denunciou que ” a legislação brasileira comparada a legislação Europeia é muito branda sobre o assunto, e hoje, o Brasil é um dos lideres no uso de agrotóxicos ficando o Rio Grande Do Sul em 3º lugar no território nacional”, disparou.

 

Jesus Dorneles, presidente do Sindicato do Trabalhador Rural comentou que uma das preocupações é devido a orientação do pequeno produtor nas aplicação de agrotóxicos em suas propriedades, e a orientação de patrões a seus funcionários nos uso de equipamentos, manuseio e aplicação.

Leonardo Cera, Presidente da Associação de Engenheiros Agrônomos de Alegrete e Comité Ibicuí orgão responsável pela Gestão de Águas, comentou que hoje o Agrotóxico em seu manuseio e aplicação responsável é importante para agricultura responsável “É uma ferramenta essencial, que seu o uso dos produtos, seria preciso triplicar a área de cultivo orgânico, desmatando mais florestas nativas, oque fomenta também a economia e contribui com um terço do PIB de pequenos municípios que vivem da Agricultura.

Denuncias sobre a  utilização irresponsável de agrotóxicos podem ser feitas ao Ministério Publico Federal pelo fone 51 3284-7428 ou [email protected]

 

 

 

 

 

 

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Em Campo

Exposição Agropecuária será reformulada para se adequar à pandemia

O presidente do Sindicato Rural de Alegrete, Luiz Plastina Gomes e demais diretores vem trabalhando numa formatação alternativa para a realização da 78ª edição da Exposição Agropecuária de Alegrete.

O evento tradicional, que sempre ocorre na metade do mês de outubro, tem fomentado reuniões semanais, reunindo produtores e expositores que deverão participar da feira.

O objetivo é planejar um formato reduzido do evento e que se adeque às exigências sanitárias e epidemiológicas em virtude da pandemia do Coronavírus.

A diretoria do Sindicato está dando prosseguimento à programação de remates que ocorrerá em outubro, no Parque Dr. Lauro Dornelles.

O objetivo é de que pelo menos aconteça a comercialização de animais através de leilões.

#SindicatoRural #ExpofeiraDeAlegrete #remates #leilões #genetica #pecuaria #somostodosagro #agro

Continue lendo

Em Campo

Geada marca o amanhecer em Alegrete

Cenas de campos brancos encobertos pela fina camada de gelo dão o tom desta quinta-feira no município.

O mês de agosto está chegando e julho foi um mês com todos os climas do ano. Chuva, calor, temperaturas negativas e até dias de brisa e temperatura na casa dos 20 graus centígrados.

As imagens desta manhã gelada com temperatura de zero grau são de Sérgio Dornelles.

Continue lendo

Em Campo

Gafanhotos se aproximam da fronteira do Brasil

A nuvem de gafanhotos que está na província de Corrientes, Argentina, pode chegar na próxima quarta-feira ao Rio Grande do Sul, segundo técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado.

O movimento migratório dos insetos foi impulsionado pela onda de calor que atingiu a região no último fim de semana.

Até a manhã de hoje, estimava-se que a nuvem esteja a 120 km ou 130 km da fronteira brasileira, do município gaúcho de Barra do Quaraí.

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular