Contato

Em Campo

O dinheiro sumiu…Preço baixo no arroz  agrava a recessão 

Por: Renata Pias
 
Quanto maior for a lavoura colhida em 2018, maior é o prejuízo. O que pode parecer um paradoxo é a triste realidade dos lavoureiros de arroz em Alegrete.Para o próximo período, lavoura de 2018/2019, os 400 produtores do município não descartam a possibilidade de diminuir a área plantada. A perda média é de R$ 5,00 por saca.
Uma saca de arroz custa cerca de R$ 40,00 para ser produzida. O preço oficial de venda é R$ 36,00, chegando a R$ 38,00 nos produtos de qualidade mais nobre.
 
O impacto foi devastador no dia a dia do município neste primeiro quadrimestre. Fátima Marchezan, presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete (AAA) alerta para o impacto que a medida causaria na cidade: “Se diminuir em 20% a área de plantio, isso significaria um frigorífico e meio de desempregados só da porteira para dentro”, diz. Ou seja, seriam cerca de 900 empregos a menos na cidade, sem contar o déficit de quase 200 milhões de reais circulando no município, o que impacta diretamente nos cofres da prefeitura e no varejo. A AAA estima que, só no período entre os anos de 2014 e 2015, o valor bruto da produção de arroz representou cerca de 20% do PIB do município. 
 
 Segundo Fátima Marchezan, o preço ideal de venda estaria em torno dos R$ 45,00. Em safras anteriores, o mesmo produto chegou a ser vendido por R$ 50,00. Outro fator que contribui para a desvalorização do produto é a grande quantidade de estoque no varejo. A produção na safra de 2017/2018 foi entre 8% e 10% menor do que o previsto. Foram plantadas cerca de 50 mil Hectares do grão. 
O preço do frete é outra preocupação desde a extinção da ALL, que fazia o transporte ferroviário. Não restaram opções aos produtores que não o transporte rodoviário, mais caro. Em contraponto a mais este impasse, a manutenção das estradas que há anos vinham debilitadas contribui com a redução do custo de produção. 
 Fátima salienta que Alegrete tem a menor inadimplência entre os produtores da região e uma das menores do estado. Devido a isso, a oferta de crédito aumentou em 10% enquanto foi reduzida em outros municípios.  
Continue lendo
Publicidade
Comentários

Em Campo

Exposição Agropecuária será reformulada para se adequar à pandemia

O presidente do Sindicato Rural de Alegrete, Luiz Plastina Gomes e demais diretores vem trabalhando numa formatação alternativa para a realização da 78ª edição da Exposição Agropecuária de Alegrete.

O evento tradicional, que sempre ocorre na metade do mês de outubro, tem fomentado reuniões semanais, reunindo produtores e expositores que deverão participar da feira.

O objetivo é planejar um formato reduzido do evento e que se adeque às exigências sanitárias e epidemiológicas em virtude da pandemia do Coronavírus.

A diretoria do Sindicato está dando prosseguimento à programação de remates que ocorrerá em outubro, no Parque Dr. Lauro Dornelles.

O objetivo é de que pelo menos aconteça a comercialização de animais através de leilões.

#SindicatoRural #ExpofeiraDeAlegrete #remates #leilões #genetica #pecuaria #somostodosagro #agro

Continue lendo

Em Campo

Geada marca o amanhecer em Alegrete

Cenas de campos brancos encobertos pela fina camada de gelo dão o tom desta quinta-feira no município.

O mês de agosto está chegando e julho foi um mês com todos os climas do ano. Chuva, calor, temperaturas negativas e até dias de brisa e temperatura na casa dos 20 graus centígrados.

As imagens desta manhã gelada com temperatura de zero grau são de Sérgio Dornelles.

Continue lendo

Em Campo

Gafanhotos se aproximam da fronteira do Brasil

A nuvem de gafanhotos que está na província de Corrientes, Argentina, pode chegar na próxima quarta-feira ao Rio Grande do Sul, segundo técnicos da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado.

O movimento migratório dos insetos foi impulsionado pela onda de calor que atingiu a região no último fim de semana.

Até a manhã de hoje, estimava-se que a nuvem esteja a 120 km ou 130 km da fronteira brasileira, do município gaúcho de Barra do Quaraí.

Continue lendo

Popular