Contato

Cultura

Alegrete recebe show e oficina “Violas ao Sul”

Formado pelos músicos Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr., o grupo tem a viola de dez cordas como paixão e está em fase de gravações do seu primeiro disco.

Nesse sábado (24) às 14h, acontece a oficina do grupo Violas ao Sul: “Viola de 10 cordas e suas singularidades”. Músicos e interessados poderão aprofundar seus conhecimentos sobre a história e técnica do instrumento.

O participante terá contato com a história da viola, suas origens e variações de afinação, sua influência na formação da música popular brasileira, audição de discos raros e folclore, além de praticar com toda a turma um repertório cuidadosamente selecionado. O encontro será no SESC e inscrições podem ser realizadas, gratuitamente, no local.

Já às 20h acontece show do grupo Violas ao Sul, que faz parte do projeto Ecarta Musical. A apresentação será às 20h, no Centro Cultural Adão Ortiz Houayek.  Ingresso mediante a doação de 1kg de alimento não perecível.  A apresentação traz canções autorais e clássicas, mesclando o cancioneiro gaúcho e brasileiro com a música contemporânea.

SHOW VIOLAS AO SUL

Dia: 24/03 – Sábado – 20h

Local: Centro Cultural Adão Ortiz Houayek

Ingresso:  1Kg de alimento não perecível

…..

OFICINA DE VIOLA DE 10 CORDAS E SUAS SINGULARIDADES

Dia: 24/03 – Sábado – 14h

Local: Sesc (Andradas, 71)

Inscrições gratuitas no SESC

Realização: Sistema Fecomércio-RS/Sesc e Fundação ECARTA

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cultura

Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Nesta terça-feira, 18, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A Prefeitura de Alegrete, através do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS) da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, destaca que a data precisa ser lembrada no enfrentamento ao referido fenômeno, pois os casos de violência continuam ocorrendo.
Segundo dados atuais do CREAS Alegrete, de janeiro à abril de 2021, apontam que meninas são as vítimas em 100% dos casos atendidos no serviço, no período citado. São vítimas meninas em 46% das denúncias recebidas, ao longo de 2019, segundo dados levantados pelo Disque Direitos Humanos (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos).

A violência sexual, seja abuso sexual ou exploração sexual, a qual tem como objetivo obter lucro ou gratificação econômica, vem em segundo lugar nos índices coletados no serviço, ficando atrás somente dos índices de violência física ou psicológica, na qual as meninas também são a maioria das citadas nas denúncias recebidas no CREAS no ano de 2021. A família ainda é o espaço, conforme estudos sobre o tema, onde ocorre a maior incidência de violência sexual contra crianças e adolescentes, em 73% dos casos, segundo dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos.

O Centro de Referência Especializado da Assistência Social é um Serviço de Proteção Social Especial de Média Complexidade. Trabalha de acordo com os parâmetros do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, que atende pessoas em situações de violação de direitos ou de violências. Entre elas, a vitimização sexual de crianças e adolescentes.

Na realidade local, de acordo com suas especificidades, o abuso sexual contra crianças e adolescentes mobiliza atendimentos nas diferentes áreas das políticas públicas, como serviços de assistência social, como o CRAS, CREAS, Conselho Tutelar e Moradia Transitória e ainda mecanismos da saúde pública, como as ESFs e CAPSI, bem como profissionais que atendem as situações no âmbito privado. “A nossa rede de atendimento atua para dar todo suporte às vítimas de violência. Nossos profissionais são capacitados para oferecer um tratamento e um encaminhamento aos casos de forma rápida, profissional e cuidadosa durante todo o processo. É muito importante que as pessoas denunciem casos de abuso e exploração sexual”, declarou a secretária de Promoção e Desenvolvimento Social Iara Caferati.

As denúncias de abuso ou exploração sexual podem ser feitas através do Disque 100, Ligue 180, Delegacias de Polícia ou Conselho Tutelar.

Continue lendo

Cultura

CEPAL chega aos 27 anos de atuação em favor da pesquisa e preservação da história do Alegrete

O antigo armazém da Viação Férrea que guardava mercadorias para serem embarcadas ou que chegavam para abastecer o comércio da cidade, hoje guarda um valioso acervo mantido pelo Centro de Pesquisa e Documentação de Alegrete.o Cepal. Neste 25 de fevereiro, a instituição comemora seus 27 anos de atuação.
A sua história estás relacionada ao seu criador, professor Danilo Assumpção Santos que em 1988, em sua casa, iniciava o trabalho de atendimento aos jovens e junto brotava o embrião do que seria o Cepal. Em 1994, em espaço conseguido junto à família Faraco, na rua General Sampaio, o Centro de Pesquisa ganhou status e ampliou seu acervo. Danilinho, como era carinhosamente chamado, foi nas igrejas, no Fórum, na Santa Casa, em casas de famílias em busca de registros históricos.
Reuniu documentos, arquivos, revistas, recortes de jornais, peças de museu, formando um invejável acervo que passou a chamar a atenção não só de Alegrete mas de outros centros chegando a ser matéria jornalística em rede nacional de TV.
O professor Danilo deu vida, luz e energia para esse local, não somente fonte de pesquisa e conhecimento, mas também, de orientação para a vida a centenas de jovens. Hoje, o Cepal é dirigido pelo irmão de Danilo, Nelson Assumpção dos Santos, herdeiro desse verdadeiro patrimônio cultural da cidade.
Com ele, uma aguerrida equipe que pega parelho. Junto, funciona o Museu de História Natural, implantado pelo casal Laura de Freitas Faraco e Adão Faraco, com um belo acervo de arqueologia, paleontologia e antropologia.
Vale a pena conhecer o Cepal e seu acervo. Uma seleção de fotos mostra parte do que é o Cepal e do cuidado que é dispensado ao Centro, afinal, parte importante da história de Alegrete passa por ele.
 
 
 
Texto e imagens: Alair Oliveira Almeida 
Video: Alair Almeida/ Alex Stanrlei/ Em Questão
Continue lendo

Cultura

Semana da Paz 2021 acontece de forma virtual

A Coordenadoria da 4ª Região Tradicionalista e a Prefeitura Municipal de Alegrete, através Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, convidam a comunidade alegretense para participar da programação virtual alusiva a Semana da Paz 2021, com o tema “Uma cultura de paz entre o eu, o outro e as mídias sociais”. O evento ocorre de 22 a 26 de fevereiro e a programação será transmitida através do Facebook da 4ª Região Tradicionalista.

𝑷𝑹𝑶𝑮𝑹𝑨𝑴𝑨𝑪̧𝑨̃𝑶:
• 22 DE FEVEREIRO DE 2021 (SEGUNDA – FEIRA)
19 horas – Abertura Oficial e Homenagens

• 23 DE FEVEREIRO DE 2021 (TERÇA – FEIRA)
19 horas – Missa da Semana da Paz
Local – Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição Aparecida

•24 DE FEVEREIRO DE 2021 (QUARTA – FEIRA)
19 horas – III Simpósio da Semana da Paz
“Uma cultura de paz entre o eu, o outro e as mídias sociais”. Palestrante:
Gabriela Sarturi Rigão 1ª Prenda do Rio Grande do Sul – Gestão 2019/2021.

• 25 DE FEVEREIRO DE 2021 (QUINTA – FEIRA)
19 horas – Tributo a Telmo de Lima Freitas
Live Show com Cristiano Fantinel

• 26 DE FEVEREIRO DE 2021 (SEXTA – FEIRA)
20 horas – Encerramento – Inserções Artísticas

Continue lendo

Popular