Contato

Cidade

Atendimento no terceiro turno prova que havia demanda reprimida

Terceiro turno da saúde no Centro Social Urbano

 

 

A Prefeitura se rendeu os fatos. O atendimento até mais tarde em postos da periferia aliviam a tensão e o “para raio” da UPA

 

O terceiro turno nas unidades básicas de saúde começou no Bairro Piola e Centro Social Urbano em 1/6 e na Cidade Alta em 6/6. A medida visa a ampliação do atendimento de casos emergenciais de baixa complexidade durante as estações frias, fora do expediente normal da Atenção Básica, desafogando a rede de urgência e emergência.

No complexo da zona leste, o tempo de espera não ultrapassa 10 minutos, com média de 10 atendimentos por noite. Na noite desta quarta-feira (15), a equipe formada pela atendente Belquis Martins, a técnica de enfermagem Francielli Knierim e o médico João Guilherme Schossler atendeu nove pacientes entre as 18 e 21 horas. Segundo o médico, o atendimento é basicamente de crianças pequenas trazidas pelas mães após o trabalho ou a escola, idosos e doentes crônicos. “Os casos mais comuns são resfriados e febres. Também asmáticos, tabagistas e problemas decorrentes do frio”, resume Schossler, que considera como vantagens a inexistência de filas, a baixa circulação de pessoas com potencial contaminação e a interligação com a UPA para casos mais graves.

Em geral, os usuários restringem-se à área coberta pela ESF da região, em especial do Capão do Angico e Santos Dumont. Eliza Rocha Brutti, do Bairro Capão do Angico, buscou atendimento para as filhas Rafaela e Izabela, com sintomas de resfriado, e gosta do serviço. “Antes já tinha trazido o pai e gostei, fomos muito bem atendidos, são atenciosos”, afirma.

A média de atendimentos é semelhante nas demais unidades. A secretária de saúde, Adelina Tubino, percebe como um período de adaptação. “A população realmente tem acessado abaixo do previsto, que seriam 30 atendimentos por unidade. Com a divulgação, pretendemos atingir os objetivos”, acredita.

FOTO: Paulo André Dutra/Depcom-PMA

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Cidade

Prefeitura entrega ao governador Eduardo Leite projeto de finalização das obras do aeroporto de Alegrete

O prefeito em exercício, Jesse Trindade, entregou em mãos ao governador Eduardo Leite, na manhã de quinta-feira (21/01), no Palácio Piratini, documento com uma das mais importantes demandas estruturais de Alegrete: as obras do aeroporto Regional Gaudêncio Ramos.

O prefeito em exercício entregou um documento detalhado a respeito da necessidade de finalização da obra. “Esmiuçamos o processo todo ao governador e vejo com muita clareza que o projeto precisa ser levado adiante pela obstinação da nossa gestão e do prefeito Márcio Amaral”, diz Jesse.

  Para Jesse, o aeroporto tem grande importância, não só para a cidade e para a região, mas para todo o Estado. “Temos o apoio de 16 municípios e de nove universidades em um projeto que atinge cerca de 650 mil pessoas. “A expectativa é de que circulem milhares de passageiros por ano e o município gere empregos, diretos e indiretos”, vislumbra .

O principal objetivo do encontro foi reforçar o diálogo com o Estado para viabilizar verdadeiras demandas estruturais do aeroporto nos aspectos de asfalto, acesso ao local, recapeamento da atual pista, iluminação para pousos noturnos, melhorias no cercamento de toda área e reparos no hangar construído em 1993. “É fundamental a parceria com o Governo do Estado, no sentido de nos apoiar junto ao Governo Federal, e dividir conosco essa obra”,

Continue lendo

Cidade

Cozinha comunitária aumenta produção para atender carentes

A Prefeitura de Alegrete, através da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social, promoveu na quinta-feira, dia 21, uma importante reunião para intensificar ações de enfrentamento a pobreza que serão desenvolvidas na Cozinha Comunitária, com aumento da produção e distribuição de marmitas solicitadas pelos serviços assistenciais para combater às desigualdades sociais no município.

A secretária de Promoção e Desenvolvimento Social, Iara Caferatti esteve reunida com a coordenadora da Cozinha Comunitária, Karen Perez, a diretora de Proteção Social, Gizelda Thaddeu e a técnica social Daniela Haerter.

Durante a pandemia, a Cozinha Comunitária já vinha ampliando na pandemia para auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade. “O fim do auxílio emergencial vai impactar na redução da renda de muitos alegretenses e precisamos agir. O prefeito Márcio está muito preocupado com a crise social e econômica provocada pelo novo coronavírus, que só fez acentuar as desigualdades”, comenta Iara.

Segundo a secretária, já foram distribuídas até o momento 4.830 refeições somente para o circo desde 23/03/2020,  a cozinha atende as cooperativas de catadores de material reciclado e famílias extremamente vulneráveis, indicadas pelo CRAS de referência com 320 refeiçoes diárias de segunda a sexta. “Um bom exemplo é o circo Fox, instalado em Alegrete desde março de 2020 e que vem recebendo atendimento com a distribuição de marmitas para seus integrantes”, enfatiza.

Continue lendo

Cidade

Jesse Trindade assumiu como prefeito em exercício

O vice-prefeito Jesse Trindade é o prefeito em exercício até o próximo dia 4 de fevereiro em virtude do saldo de férias (dias em haver) do prefeito Márcio Amaral.

Jesse estará em Porto Alegre nesta quinta-feira, em agenda com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas e o governador Eduardo Leite.

Na ocasião, será entregue ao município um ônibus escolar rural, por meio do Programa Caminhos da Escola.

Em um texto no Facebook o Prefeito em exercício postou “Momento especial em assumir com muita responsabilidade o Município de Alegrete. Agradeço a confiança do Prefeito Márcio Amaral, do conjunto de Secretários e Servidores e todos aqueles apostaram em nosso projeto.”

 

Continue lendo

Popular