Contato

Tecnologia

Novo Galaxy chega ao mercado com muitas inovações

Os modelos Galaxy S7 e S7 edge são os últimos lançamentos da empresa e chegaram no Brasil em abril. Pegando o smartphone pela primeira vez, o que chama a atenção é o design (em metal e vidro) e o fato de ser realmente confortável de manusear – ou seja, se você fica horas com o celular na mão, tudo bem. Mas não é só nisso que os aparelhos se destacam, conheça os principais features, que fazem diferença na linha S7.

Câmera

Se você procura fotografias nítidas e detalhadas, até em ambientes com pouca luminosidade, a lente F1.7 e pixels maiores de 1.4 µm fazem um bom trabalho. O desempenho  com pouca luz, aliás, foi reforçado por diversos influenciadores que testaram a câmera em uma ação conjunta com a marca.* Outro ponto forte é o foco, que ficou duplamente melhor, graças ao Dual Pixel de 12MP. Na prática, você ganha em rapidez e precisão para tirar a foto.

Resistência à água e ao pó

Hoje em dia, todo mundo quer usar o smartphone para compartilhar experiências, recordações e o que mais gostam de fazer. E no Galaxy S7, encontraram um grande parceiro, isso porque o aparelho recebe a classificação IP68: o que significa proteção contra água e poeira. Você não precisa se preocupar se o seu Galaxy molhar na chuva, por exemplo, ou até mesmo sujar. No último caso, basta lavar com água corrente.

Bateria

Essa vai para quem curte usar e produzir muito com o smartphone: a bateria do S7 ( com 3000 mAh) e do S7 edge (com 3600 mAh) tem duração enorme, mesmo em plena capacidade. Isso significa que você pode assistir a vídeos, usar os aplicativos que desejar, conversar com os amigos e ouvir músicas por horas. Outra boa notícia é que apesar da bateria ser maior em tamanho, o tempo de carregamento é curto.

Memória

Uma ótima possibilidade para aproveitar ao máximo o smartphone é a memória expansível de até 200GB. O Galaxy S7 e S7 edge apresentam um suporte para cartão microSD e você terá muito mais espaço para guardar todos os arquivos, fotos e vídeos. Já pensou não ter que apagar mais todos aqueles memes dos grupos no WhatsApp, por exemplo?

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Tecnologia

Aplicativo Caixa Tem pode ser desbloqueado em Lotéricas; saiba mais

A partir desta segunda-feira, dia 03 de maio, os clientes do Caixa Tem poderão desbloquear o aplicativo diretamente nas casas lotéricas. O serviço, nos meses anteriores, somente era permitido por meio das agências da Caixa Econômica Federal (CEF). Como isso estava provocando inúmeras filas nas unidades do banco, o desbloqueio do Caixa Tem, agora, também poderá ser feito em Lotéricas.

Para desbloquear o app, os usuários devem levar documento de identificação e o celular cadastrado no Caixa Tem. Os funcionários das lotéricas também vão prestar outros serviços relacionados, como a ativação do aplicativo para quem ainda não tinha acesso. Feito o desbloqueio do Caixa Tem, os beneficiários poderão sacar a parcela do auxílio emergencial nas próprias casas lotéricas.

Caixa Tem: além do serviço de desbloqueio, é possível fazer pagamentos nas Lotéricas

O aplicativo Caixa Tem, criado para movimentar o auxílio emergencial e demais benefícios, está disponível para celulares com sistemas Android e iOS. Pelo app, os usuários podem usar inúmeros recursos, como transferências bancárias via Pix e cartão virtual de débito. O que muitos usuários do Caixa Tem não sabem, no entanto, é que o app também permite pagamentos em Lotéricas mesmo sem cartão físico.

Para realizar o procedimento, basta acessar a funcionalidade “pagar na lotérica” pelo aplicativo Caixa Tem. Um código será gerado antes que os interessados façam os pagamentos nas Lotéricas, desde que tenham saldo nas poupanças sociais digitais. Por meio da função, é possível pagar:

  • Boletos;
  • Contas de água/luz/telefone;
  • Taxas;
  • Tributos; e
  • Outras operações relacionadas.

Como sacar o auxílio emergencial em Lotéricas

Os usuários do app, a partir desta segunda-feira (03/05), podem desbloquear suas contas do Caixa Tem nas Lotéricas. Além do mais, também será possível sacar as parcelas do auxílio emergencial. Veja como:

  • Entre no aplicativo Caixa Tem e faça o login de sua conta;
  • Selecione a opção “saque sem cartão”, que está disponível no menu do app;
  • Feito isso, toque em “gerar código de saque”;
  • Digite a sua senha do Caixa Tem e, após, toque no botão alaranjado;
  • Se tudo der certo, o código vai aparecer na tela do seu celular e terá duração de até uma hora. Para sacar o auxílio emergencial, bastará informar os seis dígitos nas casas lotéricas, bem como o seu CPF.

Ainda está com dúvidas em relação ao saque do auxílio emergencial? A Caixa publicou um vídeo com todo o passo a passo. Acompanhe abaixo:

Continue lendo

Manchete

Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo

Os clientes do Banco do Brasil (BB) que recebem aposentadorias, auxílios e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão usar o aplicativo da instituição financeira para fazer a prova de vida. A novidade está disponível desde hoje para quem recebe por meio de crédito em conta.

Para os clientes que sacam os benefícios pelo cartão, o serviço estará disponível em breve. Segundo o BB, a prova de vida por meio do aplicativo não apenas traz mais comodidade e segurança aos beneficiários como ajuda no enfrentamento à pandemia de covid-19, ao diminuir a necessidade de comparecimento às agências.

A prova de vida está disponível no menu “Serviços”, na área lateral do aplicativo. Basta o correntista ou poupador clicar em “INSS” e em “Prova de Vida INSS”. O aplicativo pedirá fotos frente e verso do documento oficial de identificação e uma selfie para concluir o processo.

As imagens serão analisadas pelo banco. Durante o processo, o beneficiário pode acompanhar pelo próprio aplicativo se a prova de vida foi aceita e quando ele terá de repetir o processo. Quem tem pendências na realização da prova de vida ao longo de 2020 será comunicado sobre a novidade, assim como os clientes digitais. Os correntistas que ainda não têm o aplicativo instalado receberão o aviso nos caixas eletrônicos.

Obrigatória para aposentados e pensionistas, a prova de vida deve ser feita uma vez por ano, para impedir o bloqueio do pagamento dos benefícios da Previdência Social. No último dia 26, o INSS publicou portaria suspendendo os bloqueios até abril deste ano , em decorrência da pandemia de Covid-19.

 

POR: CORREIO DO POVO

Continue lendo

Manchete

Jornalistas se mobilizam contra bloqueio do Twitter de Luiz Antônio Araujo

O jornalista Luiz Antônio Araujo teve sua conta no Twitter bloqueada em 6 de janeiro, após publicar duas imagens: uma da mesa da presidente da Câmara de Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, vandalizada por invasores do Capitólio, e outra da mesa do personagem Dwight Schrute, da série ‘The Office’. Conforme Luiz Antônio, a decisão da plataforma foi ele ter violado a regra que proíbe “publicar ou postar informações de outras pessoas sem autorização e permissão expressas”. A ocorrência mobilizou colegas profissionais que têm se manifestado na própria rede social pelo fim da restrição.

“A imagem da mesa de Pelosi correu o mundo no dia da invasão do Capitólio. A invasão de seu gabinete é notícia de interesse público. Foi inclusive tuitada por jornalistas verificados. A da mesa de Dwight Schrute é uma peça de cenário de série de TV. Não quero acreditar que, em um momento tão grave para o Brasil e o mundo, o Twitter esteja engajado na defesa da privacidade de um personagem de ficção”, declarou o jornalista, em entrevista ao Coletiva.net. Ele acredita que nenhuma das duas fotos configura informação de natureza privada, e que, desta forma, o bloqueio à sua conta seria injustificado, sem base nas regras do Twitter, na legislação e na ética jornalística.Para recuperar seu espaço na plataforma, Luiz Antônio tentou entrar em contato com os gerenciadores. Em um primeiro momento, seguiu o caminho indicado pelo próprio Twitter, apresentando recursos contra a iniciativa. Desde o dia do acontecimento ele já escreveu três vezes expondo as razões. Nesta quinta-feira, 14, ele trocou mensagens com uma funcionária da empresa que lhe enviou um formulário eletrônico, que possibilitou que ele trocasse a senha. A conta, no entanto, segue bloqueada. “Terceiros podem visualizá-la. Eu não consigo sequer abri-la no celular ou no computador. Só sei que ainda existe porque amigos me dizem que a estão abrindo normalmente”, explicou.

O caso mobilizou colegas de profissão que têm se manifestado na própria rede pelo fim desta restrição. Um dos primeiros a se manifestar foi o jornalista e escritor, ex-ombudsman da Folha de São Paulo, Mário Magalhães. Ele escreveu nesta quarta-feira, 13: 

A jornalista mais premiada da história, a gaúcha Eliane Brumm escreveu hoje, ao retuitar Mário:

Alexandre Aguiar, Fabiano Costa, Graciliano Rocha, Larissa Roso, Leandro Fontoura, Marcelo Canellas e Rubens Valente foram outros profissionais de imprensa que se manifestaram. 

Fonte: Coletiva.net /Matéria original

Manifesto da Associação Brasileira de Imprensa-ABI

 

Continue lendo

Ler edição online

Facebook

Previsão do tempo

 

 

Popular