Baixarias na web viram caso de Polícia

 
Para quem acha que basta escrever e postar na web qualquer conteúdo ofensivo e ficar sem responsabilização, pode estar enganado
 
Um cara registrou queixa contra a ex namorada. Em tempos de redes sociais tudo pode virar uma grande polvora. Foi o que aconteceu com o queixoso. Ele ficou no território da pomba por pouco tempo, segundo a versão na Polícia, e desde que a largou, ela grudou no pé. Para piorar foi para as redes sociais fazer pressão e se desbocar.
Só que as provas que ele apresentou depõem contra a versão que ele deu. A ex disse que ele pegava até grana com ela, alegando que era para o aniversário do filho dele com outra, mas que na verdade já estava de careio com uma terceira.
 
Para piorar a ex namorada detona a imagem dele, desenhando-o como um psicopata manipulador. O caso é que ele quer sossego, quer que a ex pare de veicular posts detonando com a sua reputação.
 
OUTRO FATO- A proprietária de uma loja da cidade também registrou queixa contra uma mulher jovem que esculachou com a reputação da marca, do gerente e até da proprietária. O post da internauta diz que funcionárias são assediadas pelo gerente, que teria por hábito,até mesmo tentando espiar no banheiro. A internauta denunciou que o gerente quer saber o que as funcionárias estão fazendo no banheiro e que trata os trabalhadores como bicho.
 
Um dos comentários seria de uma funcionária que faz sérias denúncias de assédio moral, de perseguição e pressão sobre a equipe. “Venho aqui dar a cara a tapa e dizer para as outras colegas que temos um animal ao lado de nós, que sequer tem curso superior, e tenta humilhar a gente”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *