Passageiras estão quente do osso com supostos constrangimentos

Um buléu entre uma usuária de uma linha de ônibus da Zona Leste e um motorista acabou no plantão da DPPA. Nesta semana a usuária denunciou numa queixa, que o motorista não a respeitava na condição de deficiente física, e que estava cansada de ser constrangida e humilhada diante de outros passageiros.

Segundo a denúncia a usuária do transporte coletivo, além de não esperar para ela se locomover o motorista ainda caçoava dela dentro do ônibus, zombando de sua sua situação e falava em tom de deboche sobre as dificuldades que ela enfrenta para se locomover.

Mais do que isto a mulher postou no facebook as ofensas com muito mais ardidas. O motorista, então, deu o troco. Foi na DPPA e registrou queixa por danos morais, contando que vem sendo provocado e insultado pela passageira e já avisou a direção da empresa, vacinando sobre possíveis ações judiciais. Ele apresentou testemunhas para sua versão de que é insultado e sofre provocações.

OUTRO CASO- Outra senhora também registrou queixa contra o transporte coletivo. Dizendo que tem problemas no seio e que é obrigada a passar pela roleta e que isto acaba por lhe causar mais dores. Ela já tentou negociar com a cobradora e o motorista para entrar pela porta da frente, mas não houve jeito, e que também teria sido constrangida. Vai a ferro contra a empresa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *