Ibirocai exporta aos Emirados Árabes

A Cabanha Ibirocay, de Thales Ferreira da Costa, foi uma das 17 propriedades rurais brasileiras selecionadas para exportar cinco fêmeas para um grande projeto da dinastia que Governa os Emirados Árabes. Aconteceu no início do mês, quando aqui esteve um veterinário PHD daquele país e um importador brasileiro.
De cada uma das 17 cabanhas selecionadas, foram levadas para aquele país cinco fêmeas, todas em idades reprodutivas. “Pelo que me explicaram, serão selecionadas as raças com maior aptidão para aquele país. É claro que me senti honrado pelo reconhecimento. O ranking da Expointer contou bastante foi o que explicaram”, disse o cabanheiro.
Daqui da região este grupo selecionou apenas três cabanhas. A São Fernando com o Hereford, o Angus da GAPE e o Shorton da Ibirocai.
Há mais de 100 anos investindo em genética, aprimorando a raça, até mesmo com controle da brucelose, esta cabanha faz um trabalho de rastreabilidade muito antes da exigência legal. “Temos um histórico pioneiro em reprodução com inseminação artificial, que meu pai iniciou na década de 1960”, enfatizou. O gado da Ibirocay tem currículo individual, com um histórico onde consta desde o nascimento, com a paternidade e a maternidade, além de especificar o manejo onde constam todas as dosagens e procedimentos sanitários.
É uma referência em sanidade e tem sido uma propriedade com animais sempre muito bem premiados em Esteio. Nesta exportação, por exemplo, foram vendidas a Campeã e a Reservada de Grande Campeã da Expointer deste ano. “Mas os machos estarão na Exposição aqui em Alegrete”, frisou Thales.
OVINOS
Por falar em Exposição, a Ibirocay também apresenta no Parque Dr. Lauro Dornelles, os tradicionais reprodutores e fêmeas Corriedale. “Nosso rebanho foi avaliado pela A.R.C.O com uma micronagem de 28,2 numa avaliação realizada em 911 fêmas. É uma média espetacular”, ressalta o produtor.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *