Queima controlada entra na pauta ambiental

Através do tema Legislação dos efeitos do fogo no Pampa e possíveis sugestões de protocolos de queima controlada se configurou a reunião ordinária do Conselho do Meio Ambiente, nesta manhã (22), nas dependências do Sindicato Rural de Alegrete.

O zootecista Fernando Forster Furquin, foi o palestrante convidado pelo vice-prefeito Márcio Fonseca do Amaral.Fernando é Mestre em Agrobiologia e doutorando em Botânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A reunião foi realizada com o apoio da da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O presidente do Conselho de Meio Ambiente, Prof. Dr, José Wagner Kaehler falou que a questão das queimadas relatadas pelo botânico doutorando demonstra a viabilidade de sua utilização numa área segura e controlada. “Desta forma é aceito pelo meio ambiente e compatível com as práticas agropecuárias”, ressalta o professor da Unipampa, dizendo ainda que a medida merece atenção das áreas públicas e privadas frente às práticas empregadas.

Estavam presentes o vice-prefeito Márcio Fonseca do Amaral, os secretários Gabriella Trindade Segabinazi (Meio Ambiente), Daniel Gindri (Agricultura e Pecuária) e o Diretor da pasta, José Pedro Rosso Gomes, a presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marcehzan; a Secretária Executiva do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Ibicuí, Mariza Beck, Carlos Suertegaray, do escritório da EMATER – Alegrete e público interessado no tema.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *