Ministério público de Alegrete: (ALL) apresenta cronograma de retirada de vagões da viação férrea de Alegrete

Moradores , vem reclamando destes vagões abandonados , há muito tempo pois servem de abrigo para todo o tipo de pessoas dentro dele , levando risco de assaltos , consumo de drogas e até prostituição como relatou uma moradora ao lado dos trilhos , moradores estão confiantes da retirada dos vagões , para que a tranquilidade volte aos moradores vizinhos aos trilhos.

Em razão da reclamação de cidadão do entorno da Rua Duque de Caxias, Bairro Vila Nova, nesta Cidade, em relação aos vagões parados da empresa América Latina Logística (ALL), hoje Rumo Logística, pela sua utilização para atividades nocivas à saúde e à população – inclusive prática de crimes, o Ministério Público de Alegrete, por intermédio da Promotoria de Justiça Especializada, registrou o expediente investigatório RD.00711.00015/2017, o qual visou compelir a empresa a atribuir solução à questão.
A empresa foi requisitada para que prestasse esclarecimentos acerca da situação em 13/03/2017, tendo, inicialmente, se solidarizado com os fatos noticiados, ainda que não tenha havido, naquele momento, um compromisso formal de adoção de providências.
Não satisfeito com a resposta, e diante do clamor popular crescente noticiado a este órgão ministerial, inclusive, pela Vereança local, o Ministério Público requisitou à empresa em 03/05/2017 a apresentação de cronograma claro e objetivo acerca do planejamento para retirada dos vagões do local, o qual foi atendido a contento pela empresa, com a apresentação do cronograma que segue declinado:

09/06/2017 – Realização de inspeção para viabilizar as condições de movimentação segura dos vagões;
23/06/2017 – Validação com a equipe de engenharia do desenho do trem; e verificação com PCO pátio para destino dos vagões;
30/06/2017 – Programar circulação dos vagões;
30/07/2017 – Conclusão dos trabalhos;

O Ministério Público fiscalizará o cumprimento do compromisso indicado pela empresa.

Informações: Dariano Moraes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *